“Corpo-História”

Corporeidade e escritura em Insubmissas lágrimas de mulheres, de Conceição Evaristo

Palavras-chave: Feminismo, Corpo, História

Resumo

Na linha da crítica feminista, este artigo enfoca a temática do corpo negro tomando por referência a obra Insubmissas lágrimas de mulheres, de Conceição Evaristo. Os contos que compõem esse volume, todos eles intitulados pelo nome de uma mulher, abordam temas que se referem ao corpo feminino e sua violação, quer seja pelo marido, pelo pai ou pelo parceiro, quer sejas elas mulheres jovens, maduras ou velhas. O objetivo do artigo é analisar as temáticas de corpo e de escritura, a partir das vivências-contos das mulheres-título. Ao relacionar ambas as temáticas, entendemos que o corpo da experiência vivida se transforma em matéria de narração, num processo de identificação e de autodefinição da mulher negra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda da Silva Oliveira, Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Santa Maria, RS, Brasil.

Doutora em Letras (Teoria da Literatura) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil; professora adjunta do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), em Santa Maria, RS, Brasil.

Maria Eunice Moreira, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Porto Alegre, RS, Brasil.

Doutora em Letras (Teoria da Literatura) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil; professora titular da Escola de Humanidades da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), em Porto Alegre, RS, Brasil.

Referências

CARNEIRO, Sueli. Enegrecer o feminismo: a situação da mulher negra na América Latina a partir de uma perspectiva de gênero. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque (org.). Pensamento feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019. p. 313-321.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dictionnaire des symboles. Paris: Robert Laffont, Jupiter, 1982.

CHRISTIAN, Barbara. Black Feminist Criticism. Perspectives on Black Women Writers. New York: Pergamon, 1985.

COLLINS, Patricia Hill. Pensamento feminista negro: o poder da autodefinição. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque (org.). Pensamento feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019. p. 271-310.

EVARISTO, Conceição. Insubmissas lágrimas de mulheres. Rio de Janeiro: Malê, 2020. E-book.

FIGUEIREDO, Eurídice. Por uma crítica feminista: leituras transversais de escritoras brasileiras. Porto Alegre: Zouk, 2020.

GOMES, Nilma Lindo. Sem perder a raiz. Corpo e cabelo como símbolos da identidade negra. Belo Horizonte: Autêntica, 2019.

GONZALEZ, Lélia. Racismo e sexismo na cultura brasileira. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque (org.). Pensamento feminista brasileiro: formação e contexto. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019. p. 237-256.

NASCIMENTO, Beatriz. A mulher negra e o amor. In: HOLLANDA, Heloisa Buarque (org.). Pensamento feminista brasileiro: formação e contexto. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019. p. 265-268.

SOARES, Carmem Lúcia. (org.). Corpo, conhecimento e educação: notas esparsas. In: SOARES, Carmem Lúcia. Corpo e História. Campinas: Autores Associados, 2006.

SPIVAK, Gayatri. Quem reivindica alteridade? In: HOLLANDA, Heloisa Buarque (org.). Pensamento feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019. p. 251-268.

Publicado
2021-11-09
Como Citar
Oliveira, A. da S., & Moreira, M. E. (2021). “Corpo-História”: Corporeidade e escritura em Insubmissas lágrimas de mulheres, de Conceição Evaristo. Letras De Hoje, 56(2), 272-281. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2021.2.40109
Seção
O Conto Brasileiro Contemporâneo de Autoria Feminina