A história de Eduardo Perié

Considerações e aproximações sobre a literatura brasileira no século XIX

Palavras-chave: História da literatura, Eduardo Perié, Século XIX., Brasil, Argentina

Resumo

Em 1885, Eduardo Perié publicou, pela Casa Editora Eduardo Perié, de Buenos Aires, a obra A literatura brasileira nos tempos coloniais - do século XVI ao começo do XIX, subintitulada “Esboço histórico seguido de uma bibliografia e trechos dos poetas e prosadores daquele período que fundaram no Brasil a cultura da língua portuguesa”, como o primeiro volume da Coleção “Biblioteca Luso-Brasileira”. Segundo o historiador, três fatores são constitutivos da literatura no País: a literatura portuguesa, rica em perfeição, estilo e harmonia; as legendas e a poesia indiana; o elemento africano. Com essa perspectiva, aborda a literatura produzida no Brasil, desde os tempos coloniais até a sua contemporaneidade, ampliando o compromisso de analisar apenas literatura colonial. Obra pouco conhecida no Brasil e raramente citada entre os historiadores da literatura brasileira, o seu autor também é nome desconhecido na historiografia, merecendo, portanto, maiores indagações sobre seu estudo original e peculiar a respeito da literatura brasileira, especialmente do momento por que passa o País: quando Perié publica o seu alentado estudo de mais de quatrocentas páginas, o Brasil vive os tempos anteriores à República, que seria instaurada quatro anos mais tarde. Questões de ordem literária e política parecem se associar e precisam ser mais investigadas para definir o lugar que ocupa essa história da literatura brasileira em tempos coloniais (e nem tão coloniais).

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Eunice Moreira, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Porto Alegre, RS.

Professora titular da Escola de Humanidades - Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, tem graduação em Letras e graduação em Ciências Jurídicas e Sociais. Cursou Especialização em Teoria Literária na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1977); Mestrado em Lingüística e Letras (Teoria Literária) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1979) e doutorado em Lingüística e Letras (Teoria Literária) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1989). Tem também Especialização em Língua e Literatura Espanhola pelo Instituto de Cooperación Iberoamericana (1983). Realizou estágio pós-doutoral na Fundação Biblioteca Nacional de Lisboa (2001), com bolsa da CAPES. Foi diretora da Faculdade de Letras da PUCRS (2004-2012), diretora de Coordenação Stricto Sensu na PUCRS (2012-2014), editora da revista binacional Navegações - Revista de Cultura e Literaturas de Língua Portuguesa, juntamente com Vania Pinheiro Chaves, da Universidade de Lisboa (2007-2018) e editora da revista Letras de Hoje, do Programa de Pós-Graduação em Letras da PUCRS (2007-2019). É membro do Centro de Literaturas de Expressão Portuguesa (CLEPUL) das Universidades de Lisboa.

Referências

BARBOSA, Januário da Cunha. Parnaso brasileiro, ou Coleção das melhores poesias do Brasil, tanto inéditas como já impressas. Rio de Janeiro: Tipografia Imperial e Nacional, 1829-1831. 2 v.

GARRETT, Almeida. Parnaso lusitano, ou Poesias seletas dos autores portugueses antigos e modernos, ilustradas com notas. In: GARRETT, Almeida. Obras de Almeida Garrett. Porto: Lello & Irmão, 1906.

PERIÉ, Eduardo. A literatura brasileira nos tempos coloniais - do século XVI ao começo do XIX. Esboço histórico seguido de uma bibliografia e trechos dos poetas e prosadores daquele período que fundaram no Brasil a cultura da língua portuguesa. Buenos Aires: Eduardo Perié, 1885.

PINHEIRO, Joaquim Caetano Fernandes. Meandro poético coordenado e enriquecido com esboços biográficos e numerosas notas históricas, mitológicas e geográficas. Rio de Janeiro: Garnier, 1864.

SILVA, João Manuel Pereira da. Parnaso brasileiro ou Seleção de poesia dos melhores poetas brasileiros desde o descobrimento do Brasil precedida de uma introdução histórica e biográfica sobre a literatura brasileira. Rio de Janeiro: Laemmert, 1843-1848. 2 v.

VARNHAGEN, Francisco Adolfo de. Florilégio da poesia brasileira ou Coleção das mais notáveis composições dos poetas brasileiros falecidos, contendo as biografias de muito deles, precedido de um ensaio histórico sobre as letras no Brasil. Lisboa: Imprensa Nacional, 1850.

WOLF, Ferdinand. O Brasil literário. São Paulo: Nacional, 1955.

ZILBERMAN, Regina; MOREIRA, Maria Eunice. O berço do cânone: textos fundadores da história da literatura brasileira. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1998.

Publicado
2020-08-31
Como Citar
Moreira, M. E. (2020). A história de Eduardo Perié: Considerações e aproximações sobre a literatura brasileira no século XIX. Letras De Hoje, 55(2), e36540. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2020.2.36540
Seção
Seção Livre