Os modelos de financiamento de campanha eleitoral e o contexto político-cultural brasileiro

  • Raíssa Tonial PUCRS
  • Elton Somensi de Oliveira PUCRS
Palavras-chave: Partido político, Representação política, Financiamento de campanha eleitoral, Patrimonialismo.

Resumo

A existência de partidos para a representação da vontade política é elemento essencial para a formação do Estado Democrático de Direito e sua efetividade depende de elementos como a existência de recursos financeiros para as campanhas eleitorais. Na busca desses recursos predominam as formas: privado, público, “matching funds” e misto. Este artigo tem por objeto principal a análise destes modelos, suas vantagens e desvios tendo como perspectiva a realidade brasileira, caracterizada por uma cultura patrimonialista. Secundariamente, este artigo também procura identificar elementos que contribuam para disputas eleitorais mais justas e com menores índices de corrupção.

Biografia do Autor

Raíssa Tonial, PUCRS
Editor gerente
Elton Somensi de Oliveira, PUCRS
Doutor em Direito pela UFRGS, Professor da Faculdade de Direito da PUCRS
Publicado
2014-02-13
Seção
Artigos