Da transmissão de representações à educação da atenção

  • Timothy Ingold
Palavras-chave: Habilidades, educação da atenção, representações mentais.

Resumo

O artigo discute o papel da experiência e o da transmissão geracional nos modos pelos quais os seres humanos conhecem e participam da cultura. Questiona o pressuposto da ciência cognitiva de que o conhecimento existe principalmente na forma de ‘conteúdo mental’ que é passado de geração em geração, e que a cultura é a herança que uma população recebe de seus antepassados. Dialoga com a biologia neodarwiniana e a psicologia cognitiva para situar o desenvolvimento humano além da dicotomia entre capacidades inatas e competências adquiridas. Propõe o conceito de habilidades humanas como propriedades emergentes de sistemas dinâmicos em que cada geração alcança e ultrapassa a sabedoria de seus predecessores. Conclui que a contribuição que cada geração dá à seguinte para o aumento do conhecimento humano se dá menos por um suprimento acumulado de representações e mais por uma educação da atenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Ingold, T. (2010). Da transmissão de representações à educação da atenção. Educação, 33(1). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/faced/article/view/6777
Seção
Outros Temas