Abordagem das capacitações (capabilities), desenvolvimento humano e educação

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15448/1981-2582.2022.1.37058

Palavras-chave:

capacitações (capabilities), formação humana, dignidade, liberdade

Resumo

A redução do sujeito às condições de bem-estar individual ou ao empreendedorismo de si mesmo tornou-se uma racionalidade que passou a reger as relações humanas e sociais. De certa forma, passou a dirigir as finalidades, as estratégias e os processos educacionais, pautando-se por interesses individualistas e competitivos. Diante disso, este artigo tem como objetivo afirmar a abordagem das capacitações (capabilities) como uma proposta teórica relevante para orientar políticas educativas e estratégias pedagógicas que contribuam para a liberdade dos sujeitos, a formação humana e a cooperação social. O estudo constitui-se como pesquisa qualitativa, orientado pelo método analítico-hermenêutico, em que se emprega o procedimento metodológico de pesquisa bibliográfica. O texto está estruturado em três núcleos: o primeiro busca apresentar, em linhas gerais, a abordagem das capacitações em Sen (capabilities); o segundo explica a versão das capacitações (capabilities) em Nussbaum; e o terceiro afirma a abordagem das capacitações (capabilities) como referencial para construir e desenvolver políticas educativas e propostas pedagógicas que almejem uma educação para a liberdade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Regiano Bregalda, Instituto de Teologia e Pastoral (Itepa), Passo Fundo, RS, Brasil.

Doutor em Educação pela Universidade de Passo Fundo (UPF), em Passo Fundo, RS, Brasil. Professor no curso de Teologia do Instituto de Teologia e Pastoral (Itepa), em Passo Fundo, RS, Brasil.

Junior Bufon Centenaro, Universidade de Passo Fundo (UPF), Passo Fundo, RS, Brasil.

Mestre em Educação pela Universidade de Passo Fundo (UPF), em Passo Fundo, RS, Brasil. Doutorando em Educação na mesma instituição.

Neuro José Zambam, Faculdade Meridional (IMED), Passo Fundo, RS, Brasil.

Doutor em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS), em Porto Alegre, RS, Brasil. Mestre em Sistemas Éticos pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), em São Leopoldo, RS, Brasil. Docente do Programa de Pós-Graduação em Direito e do Curso de Direito da Faculdade Meridional (IMED), em Passo Fundo, RS, Brasil. 

Referências

Bauman, Z. (2001). Modernidade Líquida (P. Dentzien, Trad.). Jorge Zahar.

Bauman, Z. (2010). Legisladores e intérpretes: Sobre modernidade, pós-modernidade e intelectuais (R. Aguiar, Trad.). Jorge Zahar.

Bregalda, R. (2021). Sujeito, narrativa e capacidade: Uma perspectiva renovada de formação humana a partir de Paul Ricoeur [Tese de Doutorado, Universidade de Passo Fundo]. http://tede.upf.br/jspui//handle/tede/2155

Dardot, P., & Laval, C. (2016). A nova razão do mundo: Ensaio sobre a sociedade neoliberal (M. Eschalar, Trad.). Boitempo.

Giddens, A. (2002). Modernidade e identidade (P. Dentzien, Trad.). Jorge Zahar.

Laval, C. (2004). L’école n’est pas une entreprise: Le néo-libéralisme à l’assaut de l’enseignement public. La découverte.

Mallmann, L. Z. T. (2018). Programa Bolsa Família no município de Joboticaba/RS: a dignidade da pessoa humana e o desenvolvimento da condição de agente em Amartya Sen [Dissertação de mestrado, Faculdade Imed]. https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/trabalhoConclusao/viewTrabalhoConclusao.jsf?popup=true&id_trabalho=7295125

Nussbaum, M. C. (2000). Las mujeres y el desarrollo humano (R. Bernet, Trad.). Herder.

Nussbaum, M. C. (2005). El cultivo de la humanidad: Una defensa clásica de la reforma en la educación liberal (J. Pailaya, Trad.). Ediciones Paidós Ibérica.

Nussbaum, M. C. (2012). Crear capacidades: Propuesta para el desarrollo humano (A. S. Mosquera, Trad.; Trad. Albino Santos Mosquera). Paidós.

Nussbaum, M. C. (2013). Fronteiras da Justiça: Deficiência, nacionalidade, pertencimento à espécie (S. de Castro, Trad.). WMF Martins Fontes.

Nussbaum, M. C. (2014). Educação e Justiça Social (G. Lami, Trad.). Edições Pedago.

Nussbaum, M. C. (2015). Sem fins lucrativos: Por que a democracia precisa das humanidades (F. Santos, Trad.). Martins Fontes.

Rego, W. L., & Pinzani, A. (2014). Vozes do Bolsa Família: Autonomia, dinheiro e cidadania (2. ed). Unesp.

Sen, A. (2000). Desenvolvimento como liberdade (L. T. Motta, Trad.). Companhia das Letras.

Sen, A. (2001). Desigualdade reexaminada (R. D. Mendes, Trad.). Record.

Sen, A. (2011). A ideia de justiça (D. Bottmann & R. D. Mendes, Trads.). Companhia das Letras.

Sen, A. (2014). Glória Incerta: A Índia e suas contradições (R. D. Mendes & L. Coutinho, Trads.). Companhia das Letras.

Simmel, G. (2009). Psicologia do dinheiro e outros ensaios (A. Morao, Trad.). Texto & grafia.

Zambam, N. J. (2012). Amartya Sen: Liberdade, justiça e desenvolvimento sustentável. IMED.

Zamban, N. J. (2014). A teoria da justiça de Amartya Sen: As capacidades humanas e o exercício das liberdades substantivas. EPISTEME, 34(2), 47-70. http://ve.scielo.org/scielo.php?pid=S079843242014000200004&script=sci_abstract&tlng=pt

Downloads

Publicado

2022-11-03

Como Citar

Bregalda, R., Centenaro, J. B., & Zambam, N. J. (2022). Abordagem das capacitações (capabilities), desenvolvimento humano e educação. Educação, 45(1), e37058. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2022.1.37058