A formação inicial em Licenciatura em Educação Especial na perspectiva dos egressos

Palavras-chave: educação especial, formação inicial, licenciatura.

Resumo

A formação inicial do professor se configura como um dos momentos mais relevantes do desenvolvimento profissional, e se torna inquietante o esvaziamento e a desqualificação que essa etapa da profissionalização docente tem sofrido nos últimos tempos em virtude das disposições neoliberais. No campo da Educação Especial, a situação se agrava ainda mais dada a escassez de cursos de formação inicial, associada a uma política de formação continuada e na modalidade a distância. O presente estudo de natureza qualitativa do tipo exploratório, visou investigar a importância da formação inicial em Educação Especial, na perspectiva de egressos. Os resultados indicam que a formação inicial específica na área parece favorecer a construção da identidade e a profissionalização desde o momento em que os jovens entram na universidade, sendo que isso se fortalece na medida em que eles avançam no curso. Além disso, o curso parece favorecer atitudes positivas em relação à inclusão e a diminuição de preconceitos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Valéria Marques Fortes Lustosa, Universidade Federal do Piauí, (UFPI), Teresina, PI

Doutora em Psicologia pela Universidade de Brasília (UnB, Brasília, DF, Brasil). Professora da Universidade Federal do Piauí (UFPI) em Teresina, PI, Brasil.

Enicéia Gonçalves Mendes, Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), São Carlos, SP

Doutorado em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP, São Paulo, SP, Brasil). Professora da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) em São Carlos, SP, Brasil.

Referências

André, M. (2010). Formação de professores: A constituição de um campo de estudos. Educação, 33 (3),174-181.

Conselho Nacional de Educação, Brasil. (2001). Resolução CNE/CEB Nº 2, de 11 de setembro de 2001. Institui Diretrizes nacionais para a educação especial na educação básica. http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/CEB0201.pdf. https://doi.org/10.17648/galoa-cbee-6-29723.

Conselho Nacional de Educação, Brasil. (2002). Resolução CNE/CP Nº 1, de 18 de fevereiro de 2002. Institui Diretrizes curriculares nacionais para a formação de professores da educação básica em nível superior, curso de licenciatura de graduação plena. http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/res1_2.pdf. https://doi.org/10.1590/s1413-24782001000100013.

Conselho Nacional de Educação, Brasil (2006). Resolução CNE/CP Nº 1, 15 de maio de 2006. Institui diretrizes curriculares nacionais para o curso de graduação em pedagogia. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rcp01_06.pdf. https://doi.org/10.1590/s0101-73302006000400014.

Bueno, J. S., & Marin, A.J. (2011). Crianças com necessidades educativas especiais, a política educacional e a formação de professores: dez anos depois. In K. R. M. Caiado, D. M. Jesus & C. R. Baptista. (Orgs). Professores e educação especial: Formação em foco (pp.111-130). Porto Alegre, RS: Mediação/CDV/FACITEC. https://doi.org/10.17648/galoa-cbee-6-29654.

Dourado, L. F. (2013). A formação de professores e a base comum nacional: Questões e proposições para o debate. Revista Brasileira de Política e Administração da Educação, 29 (2), 367-388. https://doi.org/10.21573/vol29n22013.43529.

Gatti, B.A. (2016). Formação de professores: Condições e problemas atuais. Revista Internacional de Formação de Professores, 1(2), 161-171.

Gatti, B. A. (2014). Formação inicial de professores para a educação básica: Pesquisas e políticas educacionais. Estudos em Avaliação Educacional, 25 (57), 24-54. http://dx.doi.org/10.18222/eae255720142823.

Imbernón, F. (2012). Inovar o ensino e a aprendizagem na universidade. São Paulo, SP: Cortez.

Jesus, D. M. & Alves, E. P. (2011). Serviços educacionais especializados: desafios à formação inicial e continuada. In K. R. M. Caiado; D. M. Jesus & C. R. Baptista (Orgs). Professores e educação especial: Formação em foco. (pp. 17-28) Porto Alegre: Mediação/CDV/FACITEC.

Machado, J. C; Vasconcelos, M. C. C., & Oliveira, N. R. (2017). Formação inicial e continuada de professores: Entre o discurso e a prática. Cadernos de Educação, Tecnologia e Sociedade, 10 (1), 13-27.

Mendes, E. G. (2011). A formação do professor e a política nacional de educação especial. In K. R. M. Caiado, D. M. Jesus & C. R. Baptista (Orgs). Professores e educação especial: Formação em foco. (131-146). Porto Alegre: Mediação/CDV/FACITEC. https://doi.org/10.17648/galoa-cbee-6-29054.

Mizukami, M. G. N., Reali, A. M. M. R, Reyes, C. R., Martucci, E.M., Lima, E. F., Tancredi, R. M. S. P., & Mello, R. R. (2010). Escola e aprendizagem da docência: Processos de investigação e formação. (pp.11-45). São Carlos: EDUFSCar.

Nunes, L. R. P. O.; Glat, R.; Ferreira, J. R., & Mendes, E.G. (1998). A pesquisa na pós-graduação na educação especial. Rio de Janeiro: Sette Letras.

Rezende, E.O. (2013). Formação de professores e a interveniência das diretrizes curriculares nacionais da pedagogia para educação especial. Dissertação de Mestrado. São Carlos: UFSCar.

Santos, A. F., & Araujo, R. N. (2016). A formação de professores para a educação inclusiva: um olhar crítico. Interfaces da Educação, 7 (19),109-125. https://doi.org/10.26514/inter.v7i19.764.

Saviani, D. (2009). Formação de professores: Aspectos históricos e teóricos do problema no contexto brasileiro. Revista Brasileira de Educação, 14 (40), 143-155. https://doi.org/10.1590/s1413-24782009000100012.

Secretaria de Educação Especial, Ministério da Educação, Brasil. (2008). Documento nº 555/2007, de 7 de janeiro de 2008. Política nacional de educação especial na perspectiva da educação inclusiva. Documento elaborado pelo Grupo de Trabalho nomeado pela Portaria nº 555/2007, prorrogada pela Portaria nº 948/2007, entregue ao Ministro da Educação em 07 de janeiro de 2008: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politica educespecial.pdf. https://doi.org/10.17648/galoa-cbee-6-29723.

Universidade Federal de São Carlos. (2012). Projeto político pedagógico do curso de licenciatura em educação especial. São Carlos: UFSCar, 2012. http://www.prograd.ufscar.br/pp_licEdEspecial_scarlos.pdf. https://doi.org/10.18605/2175-7275/cereus.v9n3p81-97.

Publicado
2020-05-25
Como Citar
Lustosa, A. V. M. F., & Mendes, E. G. (2020). A formação inicial em Licenciatura em Educação Especial na perspectiva dos egressos. Educação, 43(1), e30964. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2020.1.30964
Seção
Outros Temas