Teoria Literária e o Ensino da Literatura: impasses

  • André Cechinel UNESC
Palavras-chave: literatura, teoria literária, leitura, ensino

Resumo

Este ensaio discute de que modo a teoria literária compreendeu as noções de autor, leitor e texto durante o século XX, verificando como as diferentes respostas oferecidas às três categorias geram alguns impasses no que diz respeito ao ensino de literatura em sala de aula. Nesse sentido, a fim de demonstrar o vínculo entre as concepções teóricas e a prática didática do professor, o ensaio parte de três questões fundamentais: “quem é o autor?”, “quem é o leitor?” e “quais as fronteiras do texto?”. As noções de autor, leitor e texto, em vez de metafísicas, constituem antes pressupostos teóricos cuja compreensão, sempre variada, determina o tratamento conferido ao objeto literário em sala de aula.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

André Cechinel, UNESC
Doutor em Teoria Literária pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Professor de Literatura Brasileira e Teoria Literária da Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC).
Publicado
2013-02-15
Como Citar
Cechinel, A. (2013). Teoria Literária e o Ensino da Literatura: impasses. Educação, 36(1). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/faced/article/view/10371