CHAMADA DE ARTIGOS - Dossiê: A infância urbana nas Ciências Sociais: problemáticas e desafios metodológicos

2021-04-08

Período para submissão de artigos: 1º de julho de 2021 – 30 de outubro de 2021

Organizadores: Levindo Diniz Carvalho (Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil); Eunice Castro Seixas (SOCIUS, ISEG, Universidade de Lisboa,  Portugal); Paulo Castro Seixas  (Universidade de Lisboa, Portugal)

Pretende-se reunir produções que revelem como a análise da relação das crianças com a cidade – cindida, desigual e excludente, pode ser realizada em vários níveis, possibilitando quer a compreensão de elementos estruturais acerca da infância em um dado território urbano quer na análise das formas pelas quais as crianças de diversos grupos sociais participam, circulam e interagem com a cidade tendo em conta, inclusive, atravessamentos de gênero ou étnico-raciais. Por um lado, os efeitos do modelo neoliberal nas cidades latino-americanas apresentam transformações distintas das cidades europeias, destacando-se a privatização dos espaços públicos, a segregação e diferenciação sóciorracial, pauperização, violência urbana e precarização dos transportes públicos. Por outro, a apreensão das crianças no enfoque da dignidade humana e seu direito à cidade se apresenta ainda mais necessária em contextos de crises e desastres como a atual situação da pandemia. Efetivamente, a crise sanitária gerou mudanças nas sociabilidades urbanas, visíveis por exemplo no aumento de ocorrência de conflitos sociais e de estigmatização de grupos sociais marginalizados. Nesse sentido, interessa-nos trabalhos que investigam a infância contextualizando-a no seio de dinâmicas de poder que pautam as relações socioespaciais, intra e intergeracionais e a própria urbanidade, em temáticas como: Direito à cidade e direitos das crianças; Infância e cidade no contexto da pandemia por Covid-19; Resiliência urbana e resiliência infantil; Participação infantil e planejamento urbano; Presença e ação social da criança no espaço público; Relações escola e cidade; Mobilidade infantil na cidade; Intervenções sócio-espaciais com/para crianças; Arquitetura, Educação e Infância; Infância e Novo Urbanismo; Crianças em coletivos urbanos e movimentos sociais; Políticas urbanas e proteção social, entre outras.