School literacy in English language class: a critical reading pedagogical proposal

  • Josimayre Novelli Universidade Estadual de Maringá (UEM). http://orcid.org/0000-0001-7496-4951
  • Neiva Maria Jung Universidade Estadual de Maringá (UEM).
  • Elaine de Castro Universidade Estadual de Maringá (UEM).
Keywords: Basic Education, English language, school literacy, critical reading.

Abstract

Teaching a Foreign Language (FL) in Basic Education has among one of its goals contributing to the learner’s singular experience of building meaning by a discursive basis domain (Brasil, 1998), by means of reading and writing activities that promote his engagement in varied social practices and his formation as a citizen (Schlatter, 2009). This way, it’s presented a reading activity to Elementary School students based in Critical Reading (CR) and literacy as social practice (Street, 2014). It is started from reading as a process, proposing steps to achieve it (pre-reading, while-reading e post-reading), which involve previous knowledge of the text issue, text comprehension and interpretation and the development of the learner’s criticism through the text, respectively. Considering this proposal, it’s expected to emphasize the importance of CR to increase the learners’ participation in literate social practices, contributing to the formation of a critical reader and a citizen.

Downloads

Download data is not yet available.

References

Bakhtin, Mikhail. 2003. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes.

Blommaert, Jan & Rampton, Ben. 2011. Language and Superdiversity. Diversities, 13(2).

Brasil. 1998. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: introdução aos parâmetros curriculares nacionais. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF. Disponível em:

<http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/introducao.pdf>. Acesso em: 16 mar. 2018.

Busnardo, Joanne & Braga, Denise Bertolli. 2000. Uma visão neo-gramsciana de leitura crítica: contexto, linguagem e ideologia. Ilha do Desterro, A Journal of English Language, Literatures in English and Cultural Studies (Florianópolis), 38, p. 91-114.

Coradim, Josimayre Novelli. 2007. Leitura crítica em língua inglesa. Monografia (Especialização em Ensino de Línguas Estrangeiras). Universidade Estadual de Londrina, Londrina.

Coradim, Josimayre Novelli. 2008. Leitura Crítica e Letramento Crítico: idealizações, desejos ou(im)possibilidades? 123 f. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem). Universidade Estadual de Londrina, Londrina.

Coradim, Josimayre Novelli. 2014. Ensino de Língua Inglesa e Letramento Crítico: Uma Proposta Didática de Leitura e Produção Escrita. In M. S. El Kadri, T. P. Passoni, & R. Gamero (Orgs.). Tendências contemporâneas para o ensino de língua inglesa: propostas didáticas para a educação básica (Vol. 7, p. 99-124). Campinas, SP. Editora Pontes.

Corrêa, Manoel Luiz Gonçalves. 2011. As perspectivas etnográfica e discursiva no ensino da escrita: o exemplo de textos de pré-universitários. Revista da ABRALIN [Eletrônico], n. esp., p. 333-356. 2ª parte.

Brahim, Adriana Cristina S. de Mattos. 2007. Pedagogia crítica, letramento crítico e leitura crítica. Revista X [s.l.].

Rio Grande do Sul. 2009. Referenciais Curriculares do Estado do Rio Grande do Sul: linguagens, códigos e suas tecnologias (Vol. 1). Secretaria de Estado da Educação. Porto Alegre: SE/DP.

Freire, Paulo. 1981. Pedagogia do oprimido. São Paulo: Paz e Terra.

Freire, Paulo. 2000. A importância do ato de ler – em três artigos que se complementam (39ª ed.). São Paulo: Cortez.

Freire, Paulo & Horton, M. 2003. O caminho se faz caminhando: conversas sobre educação e mudança social (2ª ed.). Petrópolis. RJ: Vozes.

Kleiman, Angela B. 1989. Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura. Pontes.

Kleiman, Angela B. 1995. Introdução: Modelos de letramento e as práticas de alfabetização na escola. In Angela B. Kleiman (Org.). Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita (p. 15-61). Campinas: Mercado de Letras.

Meurer, José Luiz. 2000. O Trabalho de Leitura Crítica: Recompondo Representações, Relações e Identidades Sociais. Ilha do Desterro. Florianópolis: Editora da UFSC. p. 155-171.

Moita Lopes, Luiz Paulo. 2013. Como e por que teorizar o português: recurso comunicativo em sociedades porosas e em tempos híbridos de globalização cultural. In L. P. Moita Lopes (Org.). O português no século XXI: cenário geopolítico e sociolinguístico (p. 101-119). São Paulo: Parábola Editorial.

Schlatter, Margarete. 2009. O ensino de leitura em língua estrangeira na escola: uma proposta de letramento. Calidoscópio, 7(1), p. 11-23.

Scott, M. 1988/2005. Critical Reading needn’t be left out. [The ESPecialist, 9(1/2), p. 123-137]. In M. A. A. Celani et al. (Org.). ESP in Brazil: 25 years of evolution and reflection (p. 123-142). Campinas: Mercado das Letras.

Street, Brian. 2014. Letramentos sociais: Abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. Trad. Marcos Bagno. São Paulo: Parábola editorial.

Street, Brian. 2006. Perspectivas interculturais sobre o letramento. Filol. lingüíst. port., 8, p. 465-488.

Vianna, C. A. et al. 2012. Do Letramento aos Letramentos: desafios na aproximação entre o letramento acadêmico e o letramento do professor. Trabalho de conclusão (Introdução aos Estudos do Letramento). Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da Universidade Estadual de Campinas (Profa. Dra. Roxane Rojo). mimeo.

Published
2018-09-19
How to Cite
Novelli, J., Jung, N. M., & de Castro, E. (2018). School literacy in English language class: a critical reading pedagogical proposal. BELT - Brazilian English Language Teaching Journal, 9(1), 91-102. https://doi.org/10.15448/2178-3640.2018.1.31987
Section
Article