História da loucura de Michel Foucault como uma “história do outro”

Rafael Haddock-Lobo

Resumo


O objetivo do presente artigo consiste em apresentar o método de análise histórica empreendido por Michel Foucault em seu livro Histoire de la Folie à l’Âge Classique como uma “História do Outro”. Tal termo aparece pela primeira vez no prefácio de Les Mots et les Choses, quando o filósofo analisa seu empreendimento no citado livro sobre a loucura (mas também em Naissance de la Clinique). Nesse sentido, em um primeiro momento, cumpre-se que se verifique a hipótese desta relação entre o método arqueológico de Foucault e um pensamento da alteridade, justamente no que concerne à “Outra História” proposta pelo filósofo. E, posteriormente, resta que se analise especificamente Histoire de la Folie como uma obra privilegiada no que se refere à relação entre História e Alteridade. PALAVRAS-CHAVE – Arqueologia do saber, História, Alteridade, Loucura.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-6746.2008.2.4458

ISSN-L: 0042-3955

e-ISSN: 1984-6746


Veritas - Revista Quadrimestral de Filosofia da PUCRS

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos princípios recomendados por essa organização de referência internacional em ética e integridade na publicação científica.http://www.publicationethics.orgbr>

Licencia Creative Commons

Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas editoriales de revistas científicas brasileñas. Disponibilidad de depósito: Azul .

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS