PRÁTICAS FORMATIVAS DA MEDICINA: manuais de saúde e a formação para a urbanidade

Maria Stephanou

Resumo


O estudo examina manuais de higiene, espécie de guias de saúde, elaborados por médicos gaúchos nos anos 20 e 30 e que tiveram ampla circulação entre a população, especialmente das cidades. Considera-se que constituem meios de formação por excelência e se inscrevem entre os múltiplos processos de constituição do sujeito urbano. integraram um conjunto de estratégias formativas da medicina dirigidas aos cidadãos com vistas à produção de comportamentos e atitudes de urbanidade e civilidade. As proposições foucaultianas acerca das "técnicas de si" constituem o aporte teórico da investigação.


Palavras-chave


Formação, medicina, urbanidade

Texto completo:

PDF

Referências


CORBIN, Alain. "O segredo do indivíduo". In: História da vida privada, 4: da Revolução Francesa à Primeira Guerra. Michelle Perrot (dir.). São Paulo: Cia. das Letras, 1991, p. 419-501.

DIFINI, Felicíssimo. "Formação da consciência sanitária no Rio Grande do Sul". In: Panteão médico rio-grandense. Síntese cultural e histórica, progresso e evolução da medicina no Rio Grande do Sul.

Porto Alegre: Ramos, Franco, 1943, p. 154-155.

ESPIRITO, Poli Marcelino. Contribuição para a higiene escolar no Estado do Rio Grande do Sul. Tese apresentada à Faculdade de Medicina de Porto Alegre em 1° de março de 1934. Porto Alegre: Globo,

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade II: O uso dos prazeres. Rio de Janeiro, Graal, 1990a. 6. ed.

--- . História da sexualidade lli: O cuidado de si. 1. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1985.

--- . Resumo dos cursos do College de France (1970-1982). trad. Andréa Daher. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

HERSCHMANN, M., PEREIRA, Carlos A. M.(org.). A invenção do Brasil moderno: medicina, educação e engenharia nos anos 20-30. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

HERSCHMANN, M, KROPF, S., NUNES, C. Missionários do progresso: médicos, engenheiros e educadores no Rio de Janeiro (1870-1937). Rio de Janeiro: Diadorim, 1996.

STEPHANOU, Maria. "Uma forma de formação: médicos na escola profissional". Ventas, Porto Alegre, v. 42, n. 2, jun. 1997a, p. 291-306.

---. "Práticas educativas da medicina social: os médicos se fazem educadores". In: História da

Educação/ASPHE. Pelotas, Ed. da UFPel, v. 1, n. 2, set. 1997b, p. 145-168.

TOTTA, Mário. Aos médicos. (Discurso proferido à classe médica em 31 de dezembro de 1936). Obras, conferências, crônicas, contos, cartas e bilhetes, discursos e memórias. Porto Alegre: Selbach, 1952.

---. Breviário da saúde: medicina em pílulas. Porto Alegre: Globo, 1939a.

---. O médico em casa. Porto Alegre: Globo, 1939b.

VIGARELLO, Georges. O limpo e o sujo: a higiene do corpo desde a Idade Média. Lisboa: Editorial Fragmentos, 1988.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-6746.1998.5.35564



ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


ISSN-L: 0042-3955 | e-ISSN: 1984-6746


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada. Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS