Estágios e Extensões na Formação do Psicólogo para o Trabalho no Sistema Único de Saúde

Simone Maria Hüning, Larissa Daniela de Almeida Amorim Costa, Aline Kelly da Silva, Stephane Juliana Pereira da Silva

Resumo


 

Objetivamos discutir como estágios e extensões, nos cursos de graduação em Psicologia, podem potencializar a formação para o trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS). Apresentamos resultados de uma pesquisa realizada nos cursos de graduação em Psicologia de Alagoas. Os procedimentos metodológicos utilizados foram questionários e análise de documentos. Buscamos identificar práticas de estágio e extensão associadas ao campo da saúde; cenários, metodologias e estratégias de intervenção. Discutimos os resultados encontrados em relação ao que é desenvolvido nas disciplinas obrigatórias dos cursos. Concluímos que essas atividades podem favorecer a formação em Psicologia para o trabalho no SUS, mas para isso devem fundamentar-se no conhecimento construído nas disciplinas curriculares, onde ainda encontramos fragilidades nesse sentido. Deve-se, portanto, investir não apenas nessas atividades, mas na busca de consonância entre esses diferentes aspectos da formação, qualificando a interlocução com locais, temáticas e referenciais teóricos convergentes com a política pública brasileira de saúde.


Palavras-chave


Estágio; Extensão; Formação; Psicologia; Sistema Único de Saúde.

Texto completo:

PDF


ATENÇÃO

Sistema em manutenção

Migração do sistema OJS para a versão 3.0. Durante este período os usuários:

  • Poderão acessar todo o conteúdo já publicado
  • Não poderão efetivar encaminhamentos do fluxo editorial (submissão, avaliação, publicação)

Previsão: 06/07/2020


e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.