Intoxicação crônica por chumbo e implicações no desempenho escolar

Veronica Aparecida Pereira, Olga Maria Piazentin Rolim Rodrigues

Resumo


Compreender as implicações da contaminação por chumbo contribui para o planejamento de políticas públicas mais efetivas para eliminação da exposição ao metal ou orientação de intervenções que minimizem os seus efeitos. Neste artigo o desempenho acadêmico de crianças contaminadas por chumbo foi avaliado em dois estudos. Para os participantes dos dois estudos as variáveis: contaminação crônica, escola, moradia e condições socioeconômicas foram semelhantes. No Estudo 1, transversal, objetivou-se avaliar a influência da pumblemia em 28 participantes, de ambos os sexos,de sete e quinze anos, separados em dois grupos de acordo com o nível de contaminação. No Estudo 2, longitudinal objetivou-se avaliar os efeitos da pumblemia no desempenho escolar de 10 crianças em um intervalo de quatro anos. Para do desempenho acadêmico foi utilizado o Teste de Desempenho Escolar (TDE). Os resultados do Estudo 1 apontaram para desempenho inferior significante para crianças com maior nível de contaminação. No Estudo 2, verificou-se que o nível de desempenho escolar continua significantemente inferior ao esperado para a série em que se encontram. Os dados parecem indicar para os efeitos deletérios da contaminação por chumbo no desempenho escolar.

Palavras-chave


exposição ambiental; intoxicação por chumbo, desempenho escolar

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.