Perfil Comportamental de Crianças com Dermatoses Crônicas de Acordo com a Avaliação dos Cuidadores

Márcia Cristina Caserta Gon, Camila do Carmo Menezes, Fernanda Marques Jacovozzi, Robson Zazula

Resumo


Pesquisas indicam que crianças com doenças crônicas apresentam maior frequência de problemas de comportamento ou probabilidade de desenvolvê-los, com destaque para ansiedade, depressão e dificuldades de relacionamento. No entanto, observam-se poucos estudos empíricos sobre o tema com crianças com doenças crônicas de pele. O presente estudo investigou a avaliação dos cuidadores quanto ao perfil comportamental de crianças com dermatoses crônicas. Sessenta e sete cuidadores responderam ao CBCL (Child Behavior Check-List). Resultados quanto ao funcionamento global indicam frequências semelhantes de crianças avaliadas com perfil clínico e não clínico. Em relação aos gêneros, observa-se maior porcentagem de meninos avaliados com problemas de comportamento. Embora a maioria dos cuidadores tenha avaliado as crianças com alta competência social, a porcentagem daquelas avaliadas com baixa competência foi elevada. Sugere-se que a ocorrência de problemas de comportamento na amostra investigada pode estar relacionada à doença crônica pele.


Palavras-chave


Problemas de comportamento; avaliação psicológica; doenças crônicas de pele; infância.

Texto completo:

PDF




e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.