Panorama de pesquisas sobre consciência fonológica de crianças com desenvolvimento normal realizadas no Brasil no período de 1991 a 2009

Gracielle Tamiosso Nazari

Resumo


Os estudos sobre consciência fonológica (C.F.), realizados principalmente com crianças, são numerosos e amplamente dominantes em relação às demais habilidades metalingüísticas. Tal fato pode ser constatado, por exemplo, através do resultado da pesquisa desenvolvida por Maluf, Zanella e Pagnez (2006), sobre a relação entre o desenvolvimento de habilidades metalinguísticas e a aquisição da linguagem escrita. As autoras realizaram um levantamento de pesquisas feitas com falantes do Português Brasileiro (PB) sobre o assunto, encontrando predomínio de pesquisas sobre C.F. em relação às demais habilidades metalinguísticas. Além disso, ressalta-se a existência de um grande número de pesquisas brasileiras sobre C.F. (ex.: CIELO, 1998, 2001; FREITAS, 2004; CAPOVILLA, 1998, 2000; CARDOSO-MARTINS, 1991, 1994, 1995; MALUF, 1997; COSTA, 2002). No entanto, não se observa a existência de um estudo que reúna e compare os resultados encontrados nas mesmas. O objetivo deste artigo foi obter um panorama das publicações provenientes de pesquisas sobre C.F. realizadas com crianças normais falantes do português brasileiro (PB), com seus respectivos resultados, visando estabelecer as variáveis mais frequentemente correlacionadas com a C.F., os fatores favoráveis ao seu desenvolvimento, além de constatar a existência, ou não, de um parâmetro de desenvolvimento das habilidades de C.F. e dos fatores correlacionados com o processo. Ainda, o trabalho possibilitou a obtenção de um quadro comparativo dos resultados encontrados nas pesquisas analisadas. Para isso, formou-se um banco de dados com os trabalhos analisados (n=90), através do programa Microsoft Office Access 2003, o qual proporcionou também a análise e categorização das variáveis analisadas. Os resultados mostraram que há predomínio de trabalhos buscando averiguar a relação existente entre C.F., leitura e escrita, seguido de C.F. e escrita, eficácia do uso de atividades de C.F., C.F. e alfabetização e C.F.e leitura. Os fatores que parecem interferir diretamente no desempenho de C.F. são fatores como idade e instrução escolar, sendo que a última exerce influência mais forte. Há um consenso a respeito do desenvolvimento dos níveis de C.F., os quais ocorrem num continnuum, sendo as habilidades intrassilábicas as primeiras a serem desenvolvidas. A análise dos dados também permitiu a obtenção de outros resultados, mais detalhados no decorrer do artigo. Cabe salientar que este trabalho reafirma a importância da C.F. na aquisição da leitura e escrita, visto que é uma ferramenta auxiliar neste processo, bem como corrobora a ordem de aquisição das habilidades fonológicas e a eficácia de programas de intervenção envolvendo as mesmas.

Palavras-chave


consciência fonológica; alfabetização; leitura; escrita.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS