Aquisição da escrita por crianças surdas – início do processo

Maria Cristina da Cunha Pereira, Giovanna Cosme Rocco

Resumo


Este trabalho tem como objetivo analisar o início do processo de aquisição de escrita por crianças surdas. Embora a leitura e a escrita de surdos despertem um número crescente de pesquisas, poucas modificações têm se observado na forma como têm sido ensinadas na escola. Mesmo reconhecendo que as crianças surdas têm dificuldades acentuadas de acesso à linguagem oral, muitos professores insistem em ensiná-las como aos ouvintes, sem considerar que eles não dispõem do mesmo conhecimento da Língua Portuguesa. Desse modo, aprender a escrever significa, para a maior parte das crianças surdas, aprender uma outra língua. A adoção da Língua Brasileira de Sinais, bem como a mudança na concepção de língua, tem provocado mudanças no ensino da escrita a crianças surdas. Expostas à língua de sinais na interação com interlocutores surdos, as crianças surdas vão adquiri-la como primeira língua, e, por meio dela, poderão atribuir sentido ao que lêem e escrevem. Em relação à escrita, espera-se que as crianças surdas, assim como as ouvintes, ao serem expostas a textos escritos, elaborem suas hipóteses sobre o funcionamento da língua escrita. Diferentemente das crianças ouvintes, tais hipóteses serão visuais. Com base em produções escritas de crianças surdas da Educação Infantil de uma escola para surdos, as autoras concluem, neste trabalho, que o início do processo é muito semelhante ao observado em crianças ouvintes, embora os resultados sejam diferentes e decorram, principalmente, do fato de as crianças surdas terem acesso à escrita pela visão.

Palavras-chave


aquisição da escrita; surdos; Língua Brasileira de Sinais.

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS