A tragédia em A maçã envenenada, de Michel Laub

Anna Carolina Botelho Takeda

Resumo


Neste artigo analisamos as ações narrativas do romance A maçã envenenada (2013), de Michel Laub, para visualizar como o autor compõe no livro o elemento trágico, ou seja, a partir de eventos narrativos capazes de apontar para o aniquilamento do protagonista e enfatizar a exposição de um mundo desordenado. Para bem compreender o conceito de tragédia, utilizamos as concepções de tragédia moderna desenvolvidas por Raymond Williams, que vê na ação trágica o próprio conceito de revolução. Ademais, será apontada a admiração do protagonista pela postura romântica do cantor Kurt Cobain que recusa subordinar-se às normas desse mundo desordenado cometendo suicídio.


Palavras-chave


A maçã envenenada; Tragédia; Romantismo.

Texto completo:

PDF

Referências


BERMAN, Marshall. Tudo que é sólido se desmancha no ar. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

COSTA, Iná Camargo. Tragédia no século XX. In: WILLIAMS, Raymond. Tragédia moderna. São Paulo: Cosac & Naify, 2002.

GALERA, Daniel. Mãos de cavalo. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. Rio de Janeiro: Vozes, 2008.

HORKHEIMER, Max. A. Dialética do esclarecimento: fragmentos filosóficos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2006.

LAUB, Michel. A maçã envenenada. São Paulo: Companhia das Letras, 2013.

______. Diário da queda. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

LÖWY, Michael; SAYRE, Robert. Revolta e melancolia: o romantismo na contracorrente da modernidade. São Paulo: Boitempo, 2015.

WILLIAMS, Raymond. Tragédia moderna. São Paulo: Cosac & Naify, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-4301.2017.1.24894

e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS