Recursos educacionais multimidiáticos para o estímulo à leitura na educação infantil

Elenice Larroza Andersen

Resumo


Este artigo analisa recursos educacionais para a leitura na educação infantil disponibilizados em uma plataforma governamental, seguindo a tendência de olhar a primeira infância como a base do desenvolvimento humano (MARCO LEGAL PARA A PRIMEIRA INFÂNCIA, 2013). Defende, a partir de abordagens cognitivas do desenvolvimento, que o uso de recursos educacionais multimidiáticos para essa fase requer atenção especial, sobretudo quanto à adequação dessas ferramentas às necessidades cognitivas e linguísticas na infância. Defende, igualmente, que o uso de ferramentas mais próximas à realidade das crianças pode funcionar como incentivo à leitura, promover o multiletramento (ROJO e MOURA, 2012), e, dessa forma, agir como fator de proteção para dificuldades de leitura presentes na educação básica. A análise qualitativa baseou-se em três categorias: (i) objetivos do recurso; (ii) adequação do recurso à fase de desenvolvimento linguístico e cognitivo da criança; e (iii) adequação do recurso à pedagogia do multiletramento. Conclui que há uma carência de variedade de recursos educacionais disponibilizados, com predomínio de uma mídia em detrimento de outras, e um empobrecimento na qualidade desses recursos. Com isso, outras fontes para o trabalho com a linguagem na educação infantil são sugeridas.


Palavras-chave


Recursos educacionais; Leitura; Desenvolvimento Infantil; Multiletramento.

Texto completo:

PDF

Referências


Andrade, Susanne Anjos; Santos , Darci Neves; Bastos , Ana Cecília, Pedromônico , Márcia Regina Marcondes; Almeida -Fil ho, Naomar; Barreto , Mauricio. Ambiente familiar e desenvolvimento cognitivo infantil: uma abordagem epidemiológica. Revista Saúde Pública, v. 39, n. 4, 2005.

BELLONI, Maria Luiza. GOMES, Nilza. Infância, mídias e aprendizagem: autodidaxia e colaboração. Educação e Sociedade, v. 29, n. 104, 2008.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais 1ª a 4ª Séries. Disponível em: . Acesso em: mar. 2016.

BRASIL. Portal do professor. Disponível em: . Acesso em: abr. 2016.

BRASIL.INEP-pisa . O que é o Pisa. Disponível em: . Acesso em: abr. 2016.

BRASIL. INEP-PROVINHA BRASIL. Apresentação. Disponível em: . Acesso em: abr. 2016.

BRASIL . INEP-SAEB. O que é o SAEB? Disponível em: . Acesso em: abr. 2016.

BRASIL. Marco legal da primeira infância. Disponível em: . Acesso em: mar. 2016.

COELHO, Nelly Novaes. Literatura infantil: teoria, análise, didática. São Paulo: Moderna, 2000.

COSENZA, Ramon M.; GUERRA, Leonor B. Neurociência e educação: como o cérebro aprende. Porto Alegre: Artmed, 2011.

HANEY, M.; Hill , J. Relationship between parent-teaching activities and emergent literacy in preschool children. Early Child Development and Care, v. 174, 2004.

MARTORELL, Gabriela. O desenvolvimento da criança: do nascimento à adolescência. Tradução de Daniel Bueno e Régis Pizzato. Porto Alegre: AMGH, 2014.

SALLES, Jerusa Fumagalli; Corso , Helena Vellinho; Piccolo , Luciane Rosa; MINÁ, Camila Schorr. Normas de desempenho em compreensão de leitura textual para crianças de 1º ano a 6ª série. Psico, Porto Alegre, PUCRS, v. 46, n. 1, p. 68-78, jan.-mar. 2015.

SALLES, Jerusa Fumagalli; Corso , Helena Vellinho. Relação entre leitura de palavras isoladas e compreensão de leitura textual em crianças. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 44, n. 3, p. 28-35, jul./set. 2009.

SCARPA, Ester Mirian: Aquisição da Linguagem. In.: MUSSALIM, Fernanda; BENTES, Anna Christina (Orgs.). Introdução à lingüística: domínios e fronteiras. São Paulo: Cortez, 2001. p. 203-232.

ROJO, Roxane; MOURA, Eduardo. Multiletramentos na escola. São Paulo: Parábola, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1984-4301.2016.2.23569

e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Letras/Linguística 

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICOS NO QUADRIÊNIO 2013/2016 - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS