Variação sociolinguística na fala-em-interação: análise quantitativa e qualitativa do uso variável de vibrante simples em lugar de múltipla no português brasileiro de bilíngues português-alemão

Elisa Battisti, Andréia Kanitz

Resumo


Resumo: O presente artigo aborda o emprego variável de vibrante simples em lugar da múltipla (cachorro~cachoro, arroz~aroz) na fala-em-interação em português brasileiro entre bilíngues português-alemão. Agrega-se à análise quantitativa (LABOV, 1972) dos dados levantados da interação uma análise qualitativa microinteracional (LODER; JUNG, 2008; GARCEZ, 2008). Do ponto de vista estatístico, o estudo revela que a variável Idade condiciona o emprego da vibrante simples, favorecido por participantes com ‘mais de 40 anos’ e desfavorecido por participantes com ‘menos de 40 anos’. Do ponto de vista microinteracional, a análise demonstra que, de modo geral, o emprego variável da vibrante simples não é tornado relevante pelos participantes. Um único emprego, de um participante com ‘menos de 40 anos’, foi problematizado. Argumenta-se que a problematização se deva ao fato de não haver, no conhecimento de senso comum compartilhado pelos participantes, a expectativa de os falantes jovens usarem vibrante simples em lugar de múltipla, tendência que os pesos relativos da análise quantitativa também expressam. Já a expectativa de que os participantes mais velhos produzam vibrante simples em lugar de múltipla faz com que os participantes não deem relevo a essa realização, o que também se relaciona à tendência de uso verificada na análise quantitativa.

Palavras-chave


variação sociolinguística na fala-em-interação; português brasileiro em contato com o alemão; emprego de vibrante simples em lugar de múltipla

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-4301 

 

Avaliação do Qualis CAPES - 2013/2016

ÁREA CAPES - Linguística / Literatura

CLASSIFICAÇÃO DE PERIÓDICO - B1



Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS