A Constituição do Self Moderno: Rainer Forst entre Liberais e Comunitaristas

Charles Irapuan Ferreira Borges (PUCRS)

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo situar a posição  de Rainer Forst acerca das concepções de self dos liberais e dos comunitaristas. Analisando a constituição do self moderno, Forst pretende desenvolver uma teoria que seja capaz de superar o “sujeito desvinculado” do liberalismo e o “sujeito arraigado” do comunitarismo. Para cumprir seu objetivo, o autor utiliza-se da distinção metodológica entre “forma” e “conteúdo” nas relações intersubjetivas. Nosso objetivo será identificar os principais traços desta distinção.

Palavras-chave


constituição do self, teoria da justiça, personalidade jurídica, reconhecimento

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1983-4012


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.