A Constituição do Self Moderno: Rainer Forst entre Liberais e Comunitaristas

Charles Irapuan Ferreira Borges (PUCRS)

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo situar a posição  de Rainer Forst acerca das concepções de self dos liberais e dos comunitaristas. Analisando a constituição do self moderno, Forst pretende desenvolver uma teoria que seja capaz de superar o “sujeito desvinculado” do liberalismo e o “sujeito arraigado” do comunitarismo. Para cumprir seu objetivo, o autor utiliza-se da distinção metodológica entre “forma” e “conteúdo” nas relações intersubjetivas. Nosso objetivo será identificar os principais traços desta distinção.

Palavras-chave


constituição do self, teoria da justiça, personalidade jurídica, reconhecimento

Texto completo:

PDF


O conteúdo dos textos publicados pela intuitio é de inteira responsabilidade de seus respectivos autores e não expressa necessariamente as opiniões de seus editores.

Revista eletrônica dos discentes do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da PUCRS.


e-ISSN: 1983-4012

 


Indexação: LATINDEX 

 


Programa de Pós-Graduação em Filosofia - PUCRS
Veritas

EDIPUCRS: Revistas Eletrônicas da PUCRS
PORTAL: www.pucrs.br

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS