Imagens da desigualdade em fotolivros do Rio de Janeiro: a visualidade na história de um conceito

Maria Inez Turazzi

Resumo


A cidade do Rio de Janeiro e os temas que entrelaçam sua história têm sido cobertos por livros fotográficos dos mais diversos tipos, lançados no Brasil e no exterior, há mais de um século. Este artigo, considerando a natureza complexa e multifacetada das narrativas textuais e visuais apresentadas nessas obras, bem como a exigência de uma abordagem multidisciplinar para o tema da desigualdade no âmbito de uma história dos conceitos, procura problematizar a visualidade da pobreza na representação da “paisagem carioca”, tomada aqui como uma construção simbólica e patrimonial. A pesquisa em curso tem por premissa a polissemia da paisagem e da desigualdade e suas múltiplas dimensões epistemológicas, como conceitos que atravessam a filosofia, o direito, a sociologia e a história, tanto quanto a literatura e as artes em geral. O artigo trata mais detidamente da vida e da obra do fotógrafo alemão Hans Mann (?-1966) e dos fotolivros que realizou sobre a América do Sul, publicados entre as décadas de 1940 e 1960, entre os quais destaca-se aquele dedicado ao Rio de Janeiro (Zauberhaftes Rio/ Strollingthrough Rio, 1958).


Palavras-chave


fotografia; Rio de Janeiro; fotolivros; Hans Mann; desigualdade.

Texto completo:

PDF

Referências


ALLOA, Emmanuel (Org.). Pensar a imagem. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

AMOROSO, Mauro. Nunca é tarde para ser feliz? A imagem das favelas pelas lentes do Correio da Manhã. Curitiba: Editora CRV, 2011.

BARBOSA, Jorge Luiz. Paisagens da natureza, lugares da sociedade: a construção imaginária do Rio de Janeiro como ‘cidade maravilhosa’. Biblio3W. Revista Bibliográfica de Geografía y Ciencias Sociales, Universidad de Barcelona, v. XV, n. 865, 25 mar. 2010. .

BARROS, Manoel de. Poesia completa. São Paulo: Leya, 2013.

BAUMAN, Zygmunt. Ensaios sobre o conceito de cultura. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

CADAVA, Eduardo; NOUZEILLES, Gabriela. The itinerant languages of photography. New Haven: Yale University Press, 2014.

CARDOSO, Rafael; DINIZ, Clarissa. Do Valongo à favela: imaginário e periferia. Rio de Janeiro: Instituto Odeon, 2015.

CATALÀ DOMÈNECH, Joseph M. A forma do real: introdução aos estudos visuais. São Paulo: Summus, 2011.

COSTA, Eduardo Augusto. Arquivo, poder, memória: Herman Hugo Graeser e o arquivo fotográfico do IPHAN. Campinas. 2015. Tese (Doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

D’ANGELO, Paolo. Os limites atuais das teorias da paisagem e a paisagem como identidade estética dos lugares. In: SERRÃO, Adriana Veríssimo (Org.). Filosofia da paisagem: uma antologia. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2011. p. 419-439.

DICTIONNAIRE mondial de la photographie: des origines a nous jours. Paris: Larousse, 1994.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Diante da imagem. São Paulo: Editora 34, 2013.

FELICI, Javier Marzal. Cómo se lee uma fotografia: interpretaciones de la mirada. Madrid: Cátedra, 2007.

______. Aproximaciones metodológicas em el estudio de la fotografia. In: Lecciones del portal, 2014. Disponível em: .

FERNANDEZ, Horacio et al. Fotolivros latino-americanos. São Paulo: Cosac & Naify, 2011.

GRIECO, Bettina Zellner. Entrevista com Erich Joachim Hess. Rio de Janeiro: IPHAN/DAF/Copedoc, 2013. Coleção Memórias do Patrimônio, 3.

HALÉRY, Jean-Pierre. Rio de Janeiro et ses environs: les Guides Bleus Illustrés. Paris: Hachette, 1955.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto; PUC-Rio, 2006.

LECLERCQ, J. Pour l’histoire du vocabulaire latin de la pauvreté. Parole de l’Orient, v. 3, n. 1-2, p. 293-308, 1967.

LOPES, Marcos Felipe de Brum. A praia: do pitoresco aos conflitos sociais sob o sol carioca. In: MAUAD, Ana Maria (Org.). Fotograficamente, Rio a cidade e seus temas. Niterói, RJ: PPGHLabhoi- UFF; Faperj, 2016. p. 89-116.

MAUAD, Ana Maria (Org.). Fotograficamente, Rio a cidade e seus temas. Niterói, RJ: PPGH-Labhoi-UFF; Faperj, 2016.

MEDEIROS, Bianca Freire. Gringo na laje; produção, circulação e consumo da favela turística. Rio de Janeiro: FGV, 2009.

MÉNDEZ, Patricia; GIORDANO; Mariana; GAUNA, Adela. Hans Mann: miradas sobre el patrimonio cultural. Buenos Aires: Academia Nacional de Bellas Artes; CEDODAL, 2004. Catalogo de la exposición.

MÉNDEZ, Patricia. Fotografía de arquitectura moderna: la construcción de su arquitectura em las revistas especializadas, 1925-1955. Buenos Aires: CEDODAL, 2012.

MITCHELL, W. J. T. O que as imagens realmente querem? In: ALLOA, Emmanuel (Org.). Pensar a imagem. Belo Horizonte: Autêntica, 2015, p. 165-189.

MOLLAT, Michel. Les pauvres en moyen age. Paris: Hachette, 1978.

MONTEIRO, Charles. Imagens sedutoras da modernidade urbana: reflexões sobre a construção de um novo padrão de visualidade urbana nas revistas ilustradas na década de 1950. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 27, n. 53, p. 159-176, 2007.

MORENO, E. at al. Slums of the world; the face of poverty in the new millennium? Nairobi, Kenya: United Nations Human Settlements Programme (UN-HABITAT), 2003.

NEVES, Margarida de Souza. O povo na rua, um ”conto de duas cidades”. In: PECHMAN, Robert M. (Org.). Olhares sobre a cidade. Rio de Janeiro, Editora da UFRJ, 1994. p. 134-155.

OLIVEIRA, Jane de Souto; MARCIER, Maria Hortense. A palavra é: favela. In: ZALUAR, Alba; ALVITO, Marcos (org.). Um século de favela. Rio de Janeiro: FGV, 2006. p. 61-114.

PARR, Martin; BADGER, Gerry. The photobook: a history. London: Phaidon Press, 2004-2014. 3 v.

PATUZZI, Silvia; FRANCO, Renato. A reflexão humanista sobre a pobreza: flagelo terrestre. Tradução e notas de A Mendicidade, de Erasmo de Roterdã. Niterói, 2016. Texto inédito.

PECHMAN, Robert Moses (Org.). Olhares sobre a cidade. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ, 1994.

POULOT, Dominique. Une histoire du patrimoine em Occident. Paris: Presses Universitaires de France, 2006.

ROUSSO, Henry (Org.). Le regard de l’histoire: l’émergence et l’évolution de la notion de patrimoine au cours du XXe siècle en France. Paris: Éditions du Patrimoine; Fayard, 2003. Actes des entretiens du patrimoine.

SERRÃO, Adriana Veríssimo (Org.). Filosofia da paisagem: uma antologia. Lisboa: Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa, 2011.

TURAZZI, Maria Inez (Org.). Rio 400 + 50: comemorações e percursos de uma cidade. Rio de Janeiro: Edições de Janeiro, 2014.

UNESCO (United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization); International Social Science Council (ISSC); Institute of Development Studies (IDS). World social science report 2016. Challenging inequalities: pathways to a just world. Paris: Unesco Publishing, 2016.

UNFRIED, Rosana Aparecida R.; PERSICHETTI, Simonetta. As aparências enganam: a fotografia e seu caráter polissêmico. In: BONI, Paulo Cesar (Org.). A fotografia na academia: de formadora de imaginários coletivos a fonte de pesquisas. Londrina: Midiograf, 2015. p. 193-212.

VALLADARES, Licia do Prado. A invenção da favela; do mito de origem à favela.com. Rio de Janeiro: FGV, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-864X.2018.1.27725

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

e-ISSN: 1980-864X | ISSN-L: 0101-4064

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios - www.publicationethics.org



AVALIAÇÃO QUALIS CAPES - 2016 
ÁREA CAPES - História
CLASSIFICAÇÃO - A2

INDEXADORES E PORTAIS

  • Web of Science - Master Journals List (Clarivate Analytics)
  • SSCI - Social Sciences Citation Index (Clarivate Analytics)
  • AHCI - Arts and Humanities Citation Index (Clarivate Analytics)
  • Scopus (Elsevier)
  • SJR - ScIMAGO Journal & Country Rank (Elsevier)
  • Historical Abstracts with Full Text (EBSCO)
  • Academic Search Premier (EBSCO)
  • Fonte Acadêmica (EBSCO)
  • Fuente Academica (EBSCO)
  • CLASE - Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades
  • DOAJ - Directory of Open Access Journals
  • LATINDEX - Sistema Regional de Información en Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
  • REDALYC - Red de Revistas Científicas de América Latina y el Caribe, España y Portugal
  • Portal CAPES

FATOR DE IMPACTO NO SJR (SCImago Journal & Country Rank)

SCImago Journal & Country Rank

Licença Creative Commons OriginalityCheck®
Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional. 
TurnITin
Todos os artigos são submetidos ao software Turnitin, antes de iniciar qualquer tipo de avaliação.
Diadorim  Open Access 
Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul. 
 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS