Conhecendo a realidade dos catadores de materiais recicláveis da Vila Dique: visões sobre os processos de saúde e doença

Inez Rocha Zacarias, Caren Serra Bavaresco

Resumo


Considerando as transformações ocorridas no mundo do trabalho e o crescimento expressivo do desemprego, muitos trabalhadores encontraram na reciclagem a possibilidade de garantir o sustento de suas famílias. Vista a precariedade do processo de trabalho e a situação de exclusão social em que se encontram, muitos são os aspectos que perpassam o processo de saúde/doença destes trabalhadores. Portanto, se faz necessário que os profissionais dos serviços de saúde, especificamente da atenção primária, se apropriem desta realidade e conheçam a visão destes sujeitos sobre a produção de saúde/doença, para evidenciá-la e proporcionar um olhar ressignificado, qualificando as ações em saúde. Este artigo está baseado na pesquisa realizada com os catadores de materiais recicláveis da Vila Dique, comunidade localizada na região noroeste de Porto Alegre, território de abrangência da Unidade de Saúde Santíssima Trindade, que teve como objetivo principal conhecer a visão destes trabalhadores, sem vínculos previdenciários, com relação a aspectos do processo de saúde e doença. Dos 10 entrevistados, todos relataram situações de doença, violência e acidentes de trabalho, muitas relacionadas diretamente à situação degradante de trabalho que realizam.

Palavras-chave – Trabalho informal. Catadores de materiais recicláveis. Processos de saúde/doença.

Texto completo:

PDF



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS