Capacitação e emancipação: uma relação possível

Danuta Estrufika Cantoia Luiz

Resumo


Com base nos fundamentos teóricos gramscianos, o presente artigo discute possíveis dimensões emancipatórias das capacitações para conselheiros/gestores de políticas públicas, indicando alguns elementos constitutivos para o processo de capacitação. Argumentamos sobre a necessidade de capacitação e fortalecimento desses sujeitos sociais (através da elevação do senso comum à autoconstituição de uma consciência crítica e consequente fomento para o protagonismo social e político) como estratégia para contribuir na materialização dos novos padrões de gestão social no Brasil.

Palavras-chave – Emancipação. Capacitação. Contra-hegemonia.

Texto completo:

PDF



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS