A prática profissional do Serviço Social português

Gleny Terezinha Duro Guimarães, Ângela Maria Pereira da Silva, Viviane Luzia Prestes Anchieta, Wanda Griep Hirai

Resumo


O artigo examina em que medida o Serviço Social Português se caracteriza nos seguintes aspectos: a atuação do Assistente Social e os subsídios para realizar a prática profissional; o conhecimento das políticas sociais para a consolidação da cidadania, acesso aos direitos sociais como resistência a realidade de exclusão e desigualdades e de que forma o conhecimento sobre as transformações societárias repercutem no cotidiano profissional. Essa pesquisa do tipo exploratório foi realizada duzentos e noventa e dois assistentes sociais portugueses, na cidade de Lisboa, financiada pela CAPES. Busca-se com isso, partilhar de outra realidade além da brasileira. Os resultados da pesquisa apontam para uma proximidade da concepção portuguesa, ao mesmo tempo indica diferenças e contradições se comparadas ao Serviço Social Brasileiro.

Palavras-chave – Processo de trabalho. Políticas sociais. Transformações societárias. Direitos. Cidadania.

Texto completo:

PDF



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Textos & Contextos (Porto Alegre)
eISSN: 1677-9509
DOI: 10.15448/1677-9509
Avaliação do Qualis CAPES - 2016
Área Capes - Serviço Social
Classificação: A2
E-mail: textos@pucrs.br
 
 
Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul
 
 
Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS