Educação literária e cânone literário escolar

Blanca-Ana Roig Rechou

Resumo


O artigo, fundamentando-se particularmente nas ideias de José María Pozuelo Ivancos e Itamar Even-Zohar, discute, num primeiro momento, o conceito de cânone, de uma perspectiva bem ampla, para, em seguida, concentrar-se na problematização específica da canonização escolar da literatura infantil e juvenil, abordando o como e o quem seleciona os textos infantis e juvenis na escola atual. Ao longo do trabalho, são postos em questão, de forma mais ou menos direta e nas suas relações com a educação, aspectos como a constituição da história literária; os critérios nos quais se assenta uma tradição literária; a realização das antologias; o ensino da literatura nos diferentes níveis de ensino; e, em especial, os agentes que intervêm no processo de canonização literária das obras infantis e juvenis nas sociedades contemporâneas.

Palavras-chave


Cânone; História literária; Antologia; Ensino da literatura; Literatura infantil; Literatura juvenil

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-7726 | ISSN-L: 0101-3335


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.