Características clínicas da apraxia de fala na infância: revisão de literatura

Luzia Miscow da Cruz Payão, Bárbara de Lavra-Pinto, Queiti Carvalho, Queiti Carvalho

Resumo


A falta de precisão e consistência dos movimentos de fala na ausência de déficits neuromusculares são características de quadros de apraxia. A alteração ocorre no planejamento e/ou programação de parâmetros espaço-temporais das sequências dos movimentos, resultando em erros na produção dos sons da fala e alterações prosódicas. Essa revisão de literatura pretende abordar a produção normal do gesto articulatório no contexto da fala encadeada, semelhanças e diferenças entre a apraxia de fala na infância e a apraxia adquirida no adulto, além de características encontradas na literatura que auxiliam no diagnóstico da apraxia infantil. Os quadros de apraxia em adultos, ao contrário dos infantis, correspondem a uma perda de função neurológica. Em crianças, essa desordem prejudica o desenvolvimento de funções que estão em processo de aquisição.

Palavras-chave


Transtornos do desenvolvimento da linguagem; Transtornos da Articulação;Apraxias

Texto completo:

PDF


e-ISSN: 1984-7726

ISSN-L: 0101-3335

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.

 

 

Copyright: © 2006-2020 EDIPUCRS