Vivências e expectativas de obesos mórbidos pós programa de prehabilitação cirúrgica

Joaquim Henrique Lorenzetti Branco, Natasha Teixeira da Cunha Melian, Ruy Luiz Lorenzetti Branco, Darlan Laurício Matte

Resumo


Objetivo: Investigar as vivências e expectativas de indivíduos obesos mórbidos que participaram de um programa fisioterapêutico pré-operatório e que se submeterão à cirurgia bariátrica (ou cirurgia de gastroplastia redutora).

Materiais e Métodos: Estudo exploratório descritivo com abordagem qualitativa, utilizando a técnica de grupo focal temático com amostragem por saturação de dados. O grupo foi formado por indivíduos obesos participantes do programa de Extensão PREPARA – Núcleo de Ensino, Pesquisa e Extensão em Fisioterapia Pré e Pós-Operatória de Cirurgias de Grande Porte, da Universidade do Estado de Santa Catarina.

Resultados: Foi constatado que esses indivíduos possuem expectativas sobre a melhora do estado geral de saúde e qualidade do sono, principalmente a melhora na qualidade de vida, incluindo aspectos familiares, comportamentos sexuais e atividade física.

Conclusão: As vivências e expectativas apresentadas pelos indivíduos apontam as dificuldades vividas pelos obesos mórbidos e tendem a ser minimizados com a realização da cirurgia bariátrica. Acompanhar o comportamento dos aspectos do cotidiano avaliados quando os indivíduos realizarem a cirurgia bariátrica pode ser um interessante e necessário futuro tema de investigação.


Palavras-chave


obesidade; cirurgia bariátrica; reabilitação.

Texto completo:

PDF

Referências


World Health Organization. Obesity: preventing and managing the global epidemic. Geneva: WHO; 2000.

World Health Organization. World health statistics 2010: Geneva: WHO; 2010.

Melo ME. Doenças desencadeadas ou agravadas pela obesidade. Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e Sindrome Metabólica-ABESO [Internet]. 2016 [capturado 28 de novembro de 2016]. Disponível em: http://wwwabesoorgbr/pdf/Artigo

Murtagh L, Ludwig DS. State intervention in life-threatening childhood obesity. Jama. 2011;306(2):206-7. https://doi.org/10.1001/jama.2011.903

Kubik JF, Gill RS, Laffin M, Karmali S. The impact of bariatric surgery on psychological health. J Obes. 2013;2013:837989. https://doi.org/10.1155/2013/837989

Kaminsky J, Gadaleta D. A study of discrimination within the medical community as viewed by obese patients. Obes Surg. 2002;12(1): 14-8. https://doi.org/10.1381/096089202321144513

Costa RCNC, Yamaguchi N, Santo MA, Riccioppo D, Pinto-Junior PE. Outcomes on quality of life, weight loss, and comorbidities after Roux-en-Y gastric bypass. Arq Gastroenterol. 2014; 51(3):165-70. https://doi.org/10.1590/S0004-28032014000300002

Bauer MW, Gaskell G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes; 2011.

Mariano MLL, Monteiro CS, de Paula MAB. Cirurgia bariátrica: repercussões na vida laboral do obeso. Rev Gaúcha Enferm. 2013;34(3):38-45. https://doi.org/10.1590/S1983-14472013000300005

Melo IT, São-Pedro M. Musculoskeletal pain in lower limbs in obese patients before and after bariatric surgery. Arq Bras Cir Dig (São Paulo). 2012;25(1):29-32. https://doi.org/10.1590/S0102-67202012000100007

Zaiden MP. Qualidade de vida, desempenho de papéis ocupacionais e uso do tempo na percepção de indivíduos obesos pré e póscirurgia bariátrica [dissertação]. São Carlos: Universidade Federal de São Carlos; 2014.

Ferreira MM, Meier M. Psicologia do emagrecimento. Rio de Janeiro: Revinter; 2004.

Marcelino LF, Patrício ZM. A complexidade da obesidade e o processo de viver após a cirurgia bariátrica: uma questão de saúde coletiva. Ciênc Saúde Coletiva. 2011;16(12):4767-76. https://doi.org/10.1590/S1413-81232011001300025

Radominsk SC. Obesidade e doenças músculo-esqueléticas. Rev Bras Reumatol. 1998;38(5):275-8.

Vasconcelos KSS, Dias JMD, Dias RC. Relação entre intensidade de dor e capacidade funcional em indivíduos obesos com osteoartrite de joelho. Rev Bras Fisioter. 2006;10(2):213-8. https://doi.org/10.1590/S1413-35552006000200012

Castro MR, Carvalho RS, Ferreira VN, Ferreira MEC. Função e imagem corporal: uma análise a partir do discurso de mulheres submetidas à cirurgia bariátrica. Rev Bras Ciênc Esporte. 2011; 32(2-4):167-83. https://doi.org/10.1590/S0101-32892010000200012

Boscatto EC, da Silva Duarte MF, de Almeida Gomes M. Comportamentos ativos e percepção da saúde em obesos submetidos à cirurgia bariátrica. Rev Bras Ativ Fís Saúde. 2012;16(1):43-7.

Reis ACS, Santos AVD, Mendonça CN, Castro DSD, Hurtado JRE. Aspectos psicossociais pré e pós-cirúrgicos do paciente obeso mórbido submetido a gastroplastia redutora. Rev Horiz Cient. 2005;4:1-19.

Barros LM, Moreira RAN, Frota NM, de Araújo TM, Caetano JÁ. Qualidade de vida entre obesos mórbidos e pacientes submetidos à cirurgia bariátrica. Rev Eletrônica Enferm. 2015;17(2):312-21. https://doi.org/10.5216/ree.v17i2.27367

Grejanin DKM, Pezzo TH, Nastri V, Sanches VPP, Nascimento DD, Quevedo MP. As percepções sobre o “ser obeso” sob a ótica do paciente e dos profissionais da saúde. J Hum Growth Dev. 2007;17(3):37-47. https://doi.org/10.7322/jhgd.19846

Berman JR, Bassuk J. Physiology and pathophysiology of female sexual function and dysfunction. World J Urol. 2002;20(2):111-8.

https://doi.org/10.1007/s00345-002-0281-4

Silva YR, Li SK, Rickard M. Does the addition of deep breathing exercises to physiotherapy-directed early mobilisation alter patient outcomes following high-risk open upper abdominal surgery? Cluster randomised controlled trial. Physiotherapy. 2013;99(3): 187-93. https://doi.org/10.1016/j.physio.2012.09.006

Araújo AA, Brito AM, Ferreira MNL, Petribú K, Mariano MHA. Modificações da qualidade de vida sexual de obesos submetidos à cirurgia de Fobi-Capella. Rev Col Bras Cir. 2009;36(1):42-8. https://doi.org/10.1590/S0100-69912009000100009

Redline S, Strohl KP. Recognition and consequences of obstructive sleep apnea hypopnea syndrome. Clin Chest Med. 1998;19(1): 1-19. https://doi.org/10.1016/S0272-5231(05)70428-7

Cintra FD, Tufik S, Paola A, Feres MC, Melo-Fujita L, Oliveira W, Rizzi C, Poyares D. Cardiovascular profile in patients with obstructive sleep apnea. Arq Bras Cardiol. 2011;96(4):293-9. https://doi.org/10.1590/S0066-782X2011005000030

Silva HGV, Moreira ASB, dos Santos VR, dos Santos SO, Rêgo AFB. Fatores associados à gravidade da apneia obstrutiva do sono: obesidade e sonolência diurna excessiva. Rev Bras Cardiol. 2014;27(2):76-82.

Piccin CF, Beck MC, de Oliveira LCA, Neto RFC, Cóser PL, Scapini F, da Silva AMV. Obesidade e variáveis polissonográficas em pacientes com apneia obstrutiva do sono. Sleep Sci. 2015;4(8):219. https://doi.org/10.1016/j.slsci.2016.02.100




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1983-652X.2018.2.29732

 

e-ISSN: 1983-652X 

 

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

***


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons BY-NC 4.0 Internacional

 ***

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. Disponibilidade para depósito: Azul.   

 Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS