Industrialização do brasil na década de 1930's: an analysis with the game theory

Diogo Del Fiori, Sérgio Marley Modesto Monteiro

Resumo


O presente trabalho propõe-se a analisar a industrialização do Brasil em um contexto de mudanças econômicas e políticas do primeiro governo de Getúlio Vargas, de 1930 até 1945. Na literatura de economia brasileira com relação ao surgimento da indústria no Brasil, duas visões se contrapõem: de um lado, a industrialização como subproduto da intervenção do governo no setor cafeeiro, de outro, a industrialização intencionalmente promovida pelo governo. Com base em uma análise de equilíbrio em um jogo dinâmico de informação imperfeita, foi evidenciada a racionalidade da criação de instituições para o desenvolvimento industrial na década de 1930. O resultado de equilíbrio sugere que a industrialização foi intencional, o que contraria a tese clássica de Celso Furtado sobre a origem da indústria no Brasil.


Palavras-chave


Industrialização. Governo Vargas. Instituições.

Texto completo:

PDF


ISSN-L: 1516-2680
e-ISSN:
1980-6302


Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org

Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras. *Disponibilidade para depósito: Azul.

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS