Satanás e a fundação do mundo: Sobre a antropologia bíblica de René Girard

  • Wilson Franck Junior PUCRS
  • Milton Gustavo Vasconcelos Barbosa PUCRS
Palavras-chave: Teoria mimética, Violência, Fundação da Cultura, Satã, Mecanismo de bode expiatório.

Resumo

Os autores resenham a obra “Vejo Satã cair como o relâmpago”, em que seu autor, René Girard, aperfeiçoando aspectos específicos de sua teoria (mimética), dedica-se ao estudo antropológico da Bíblia e dos Evangelhos, interpretando racionalmente dados antes percebidos como sobrenaturais. Nessa investigação, o autor defende a existência de um saber bíblico sobre o homem, a violência e, sobretudo, a fundação violenta da cultura humana, que ele identifica no mecanismo vitimário, representado pela figura de Satã e que foi, na paixão de Cristo, desacreditado pela revelação da inocência da vítima expiatória, injustamente acusada e assassinada por uma comunidade escandalizada.

Biografia do Autor

Wilson Franck Junior, PUCRS
Especialista em Ciências Penais (UNIDERP). Mestrando em Ciências Criminais (PUCRS).
Milton Gustavo Vasconcelos Barbosa, PUCRS
Mestrando em Ciências Criminais (PUCRS).
Publicado
2012-12-01