A Inserção do Psicólogo na Estratégia de Saúde da Família e a Transição de Paradigma em Saúde

  • Andréia Isabel Giacomozzi UFSC
Palavras-chave: Psicologia, ESF, SUS, integralidade, interdisciplinaridade.

Resumo

Este trabalho discute alguns dos modelos de compreensão do binômio saúde-doença e suas aplicações no Sistema Único de Saúde brasileiro. Para tanto, faz-se uma revisão de estudos sobre a situação da Estratégia de Saúde da Família com relação à sua atuação, destacando-se a predominância de práticas fragmentadas e uma visão de saúde como ausência de doença somente, apesar do preceito de integralidade preconizado pelo SUS. Argumenta-se a favor da inserção do psicólogo na saúde pública como participante das equipes de saúde da família pelo entendimento de que este profissional pode dar uma contribuição importante para a superação do modelo hegemônico em saúde (biomédico) por um modelo mais abrangente e integrado, que reconhece a saúde como um fenômeno multidimensional, no qual interagem aspectos biológicos, psicológicos e sociais e caminha para uma compreensão mais holística do processo saúde-doença.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andréia Isabel Giacomozzi, UFSC
Doutora e Mestre em Psicologia pela UFSC.
Publicado
2012-09-13
Como Citar
Giacomozzi, A. I. (2012). A Inserção do Psicólogo na Estratégia de Saúde da Família e a Transição de Paradigma em Saúde. Psico, 43(3). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/7212
Seção
Artigos