As multifaces da instituição família “forma-atadas” por sistemas econômicos

  • Alexandra Arnold Rodrigues Universidade Estadual de Maringá
  • Regina Perez Christofolli Abeche Universidade Estadual de Maringá
Palavras-chave: Família, cultura, teoria crítica, psicanálise.

Resumo

Este artigo aborda o tema família e a sua relação com o sistema político-econômico neoliberal. Faz uma breve revisão histórica das mudanças ocorridas no sistema político-econômico desde a Idade Média até a Contemporaneidade e identifica a sua repercussão na estrutura e dinâmica da família. Reflete sobre a influência do sistema político-econômico neoliberal nas relações de trabalho e a sua repercussão nas relações familiares e, de forma específica, identifica a ideologia de autonomia e liberdade (suporte subjetivo do neoliberalismo) disseminada e tão valorizada na contemporaneidade, como forma de mascarar o individualismo levado às últimas consequências. Esta e outras ideologias são difundidas principalmente via mídia e objetivam formar indivíduos e organizações familiares que garantam a manutenção e reprodução do sistema político-econômico neoliberal. A fundamentação teórica encontra-se embasada numa perspectiva histórico-dialética, e o homem é visto como produto e produtor da cultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandra Arnold Rodrigues, Universidade Estadual de Maringá
Bolsista do programa de pós-graduação - mestrado de Psicologia da Universidade Estadual de Maringá (ppi/UEM). Integrante do Projeto de Pesquisa-Intervenção PHENIX e ex-bolsista do PIBIC/CNPq-UEM concluído em 2005, denominado: “Família contemporânea, uma instituição em questionamento: transição ou decadência?”, do qual este artigo é um desdobramento. E-mail: [email protected]
Regina Perez Christofolli Abeche, Universidade Estadual de Maringá
Psicóloga clínica e Professora Doutora do Departamento de Psicologia da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Coordenadora do Projeto de Pesquisa PHENIX – Grupo de Pesquisa do CNPq e orientadora do PIBIC em questão
Publicado
2010-09-28
Como Citar
Rodrigues, A. A., & Abeche, R. P. C. (2010). As multifaces da instituição família “forma-atadas” por sistemas econômicos. Psico, 41(3). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/6523