Contrato emocional e código de ética: pilares da reconstrução conjugal

  • Mônica Teles Tavora Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: acordos conjugais, ética, prescrições culturais de gênero

Resumo

A psicoterapia de casal deve enfocar primordialmente os eixos centrais de cada relação conjugal: o contrato emocional e os acordos éticos estabelecidos no início do casamento. As primeiras iniciativas terapêuticas visam ao desbloqueio dos canais de comunicação, à definição de condutas inaceitáveis e à elaboraçãoda perda da ilusão do casamento perfeito. Procedimentos de aprofundamento do processo terapêutico ajudam então o casal a identificar a interferência de vínculos passados nas interações presentes, possibilitando a redistribuição de poder, a revisão da divisão de responsabilidades e o aprendizado da reparação e da negociação. A proposta terapêutica de casal aqui apresentada vai além da resolução da queixa trazida pelo casal. A atualização do contrato conjugal e a revisão de seu código de ética produzem mudanças nas estruturas da própria relação, nos efeitos das prescrições culturais e na reverberação do passado dos cônjuges sobre a relação atual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mônica Teles Tavora, Universidade Federal do Ceará
Psicóloga; professora adjunta do Dpto. de Psicologia da Universidade Federal do Ceará; psicodramatista; psicoterapeuta de casal e família.
Publicado
2009-04-23
Como Citar
Tavora, M. T. (2009). Contrato emocional e código de ética: pilares da reconstrução conjugal. Psico, 40(1). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/3999
Seção
Artigos