Efeitos do sedentarismo nas funções cognitivas de idosas com escolaridade baixa

  • Guilherme Elias Silva Universidade Estadual Paulista, UNESP/Assis
  • Flávia Heloísa Santos Universidade Estadual Paulista, UNESP/Assis
Palavras-chave: envelhecimento, neuropsicologia, CAMCOG, fatores de proteção, exercício

Resumo

A atividade física sistemática pode prevenir o comprometimento cognitivo no envelhecimento. Há poucos estudos cognitivos em populações sob risco como mulheres sedentárias, com escolaridade reduzida, após o climatério. Objetivos: i) Rastrear aspectos cognitivos e emocionais de idosas ativas com escolaridade intermediária comparando-as com sedentárias; ii) verificar se há uma ação protetora da atividade física ao comprometimento cognitivo. Participantes: idosas ativas (N=18), praticantes de atividades físicas monitoradas regularmente e sedentárias (N=17) com idade média de 66 anos e escolaridade média de 6 anos, sem transtornos neuropsiquiátricos. Materiais: instrumentos para rastreio cognitivo (CAMCOG), intelectual, consumo alcoólico, depressão e classificação econômica. Resultados: Ativas exibiram escores mais altos que sedentárias em compreensão, praxia e percepção (CAMCOG). Houve correlações positivas entre o escore cognitivo geral, escolaridade e capacidade intelectual, e negativas entre escores de consumo alcoólico, compreensão e cálculo. Conclusão: A atividade física regular parece ter contribuído para proteção cognitiva em idosas com escolaridade intermediária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Guilherme Elias Silva, Universidade Estadual Paulista, UNESP/Assis
Departamento de Pós-Graduação em Psicologia. área Psicologia Cognitiva, Neuropsicologia, Psicobiologia.
Flávia Heloísa Santos, Universidade Estadual Paulista, UNESP/Assis
Departamento de Pós-Graduação em Psicologia. área Psicologia Cognitiva, Neuropsicologia, Psicobiologia.
Publicado
2009-04-16
Como Citar
Silva, G. E., & Santos, F. H. (2009). Efeitos do sedentarismo nas funções cognitivas de idosas com escolaridade baixa. Psico, 40(1). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/3721
Seção
Artigos