A marginalização dos estudos feministas e de gênero na psicologia acadêmica contemporânea

Autores

  • Martha Giudice Narvaz
  • Sílvia Helena Koller

Resumo

O objetivo deste estudo foi problematizar os discursos sobre relações de gênero na psicologia acadêmica contemporânea. Inicialmente, apresentam-se as diferentes concepções de gênero a partir de diversas perspectivas teórico-epistemológicas. Em seguida, discorrem-se acerca da articulação dos estudos de gênero com o movimento feminista. São abordadas, ainda, políticas governamentais com vistas à inclusão da temática de gênero em diversos campos do saber, uma vez constatada a marginalização e a falta de legitimação dos estudos feministas e de gênero na academia, dentre elas, na psicologia acadêmica contemporânea. Uma vez que discursos constituem práticas, as autoras propõem-se a apresentar aqueles que comumente circulam na ciência psicológica em relação ao gênero, uma vez que serão constitutivos dos saberes e das práticas psicológicas incorporadas na formação. Palavras-chave: Discursos de gênero; universidade; feminismo; psicologia; políticas públicas; formação acadêmica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Narvaz, M. G., & Koller, S. H. (2008). A marginalização dos estudos feministas e de gênero na psicologia acadêmica contemporânea. Psico, 38(3). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/2882

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2