Psicologia e as práticas institucionais: A pesquisa-intervenção em movimento

  • Marisa Lopes da Rocha

Resumo


Este trabalho tem como proposta discutir, no primeiro momento, os pressupostos das pesquisas partici-pativas, em especial, os da pesquisa-intervenção que traz como referencial teórico-metodológico a análise institucional. No segundo momento, será apresentado o processo de desenvolvimento e as conclusões parciais de uma pesquisa realizada em uma escola pública do estado do Rio de Janeiro. Colocar em análise as relações entre Psicologia e Educação e suas implicações com as condições do trabalho docente e a saúde na escola é um objetivo atravessado nas presentes reflexões.
Palavras-chave: Pesquisa participativa; pesquisa-intervenção; análise institucional; psicologia e educação.

ABSTRACT

Psychology and institutional practices: Intervention-research in movement

This paper discusses at first the presuppositions of participative researches, in special those which bring institutional analysis as theoretical and methodological basis. Afterwards, it will be presented the process of development and the partial conclusions of a research carried out in a public school of Rio de Janeiro. One of the main goals of these discussions is to analyse the relations between Psychology and Education and their implications with the conditions of teaching work and health in school.
Key words: Participative research; intervention-research; institutional analysis; psychology and education.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2006-12-18
Como Citar
Rocha, M. L. da. (2006). Psicologia e as práticas institucionais: A pesquisa-intervenção em movimento. Psico, 37(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/1431
Seção
Artigos