Caracterização da Clientela Infanto-Juvenil de uma Clínica-Escola de Avaliação Psicológica de uma Universidade Brasileira

  • Juliane Callegaro Borsa UFRGS
  • Joice Dickel Segabinazi UFRGS
  • Fernanda Stenert UFRGS
  • Denise Balem Yates UFRGS
  • Denise Ruschel Bandeira UFRGS
Palavras-chave: Clínica-escola, avaliação psicológica, crianças, problemas de comportamento, CBCL.

Resumo

O objetivo do presente estudo foi caracterizar a clientela infanto-juvenil que buscou atendimento em uma clínica-escola de avaliação psicológica entre os anos de 2009 e 2011. Participaram da pesquisa 59 crianças e adolescentes de idades entre 6 e 18 anos. Utilizou-se, para coleta de dados, uma ficha de triagem e o Child Behavior Checklist (CBCL 6/18). As informações foram analisadas a partir de estatística descritiva e as diferenças entre meninos e meninas nas escalas do CBCL foram avaliadas mediante o Teste Qui-quadrado. Os resultados indicaram que a maioria dos encaminhamentos foi realizada por médicos, houve uma alta prevalência de crianças e adolescentes do sexo masculino e predominaram os problemas de comportamentos internalizantes sobre externalizantes. Observou-se, também, um elevado percentual de queixas referentes a problemas de aprendizagem e de atenção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliane Callegaro Borsa, UFRGS
Psicóloga e mestre em Psicologia Clínica (PUCRS), doutoranda em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e bolsista de doutorado CNPq. Possui experiência de estágio sanduíche no P.A.T. Psychometric Assessment and Testing (Università di Bologna, Itália). É integrante do Grupo de Estudo, Aplicação e Pesquisa em Avaliação Psicológica - GEAPAP/UFRGS e da equipe do Centro de Avaliação Psicológica CAP/UFRGS, onde atua como supervisora de estágios de graduação e especialização. Tem como tema de pesquisa, ensino e extensão os seguintes temas: avaliação psicológica, desenvolvimento infantil, problemas de comportamento, comportamentos agressivos e características de interação na infância. Realiza estudo sobre adaptação e validação de instrumentos psicológicos em diferentes contextos. É professora e supervisora de estágio do curso de Especialização em Avaliação Psicológica da UFRGS. Atua, também, como professora convidada em diferentes instituições de ensino, ministrando cursos, treinamentos e disciplinas nas áreas de Avaliação Psicológica.
Joice Dickel Segabinazi, UFRGS
Psicóloga graduada pela Universidade Federal de Santa Maria (2007), mestre (2010) e doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Psicologia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Integra o Grupo de Estudo, Aplicação e Pesquisa em Avaliação Psicológica (GEAPAP/UFRGS) e a Equipe do Centro de Avaliação Psicológica, Seleção e Orientação Profissional (CAPSOP/UFRGS).
Fernanda Stenert, UFRGS
ossui graduação em Psicologia, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2010). Foi bolsista de iniciação científica no Laboratório de Mensuração - Desenvolvimento, normatização e validação de instrumentos de Avaliação Psicológica (Departamento de Psicologia do Desenvolvimento e Personalidade - UFRGS), participando de projetos de pesquisa sobre correlatos psicológicos e sociais dos transtornos alimentares; adaptação, validação e construção de instrumentos de intimidade marital e satisfação sexual; adaptação, construção e validação de instrumentos na área da Psicologia Positiva. Cursou dois estágios curriculares: na área da Psicologia Social e Institucional (05/2009 a 12/2010), no Centro Universitário Ritter dos Reis (Canoas, Porto Alegre/RS), no qual participava de atividades nos Núcleos de Direito de Família e Sucessões, no Núcleo de Mediação e de um projeto realizado na Delegacia da Mulher (Porto Alegre/RS); e na área da Psicologia Clínica (01/2010 a 12/2010), no Centro de Avaliação Psicológica, Seleção e Orientação Profissional (CAP/SOP - UFRGS), com avaliação psicodiagnóstica.
Denise Balem Yates, UFRGS
possui graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2004) e especialização em Neuropsicologia (2008) pela mesma universidade. Atualmente é psicóloga do Centro de Avaliação Psicológica da UFRGS, doutoranda no PPG em Psicologia da UFRGS, realizando doutorado-sanduíche na University of Cambridge, Inglaterra. Realizou mestrado no mesmo pós-graduação (2007), e mestrado-sanduíche na Ludwig-Maximilians-Universität, em Munique, Alemanha. Tem experiência na área de Avaliação Psicológica e Neuropsicológica, atuando principalmente nos seguintes temas: Validação Clínica e Normatização do Teste Wisconsin de Classificação de Cartas no Brasil, Adaptação e Normatização da Escala Wechsler de Inteligência Abreviada, Desempenho Cognitivo em pacientes com Transtorno do Humor Bipolar.
Denise Ruschel Bandeira, UFRGS
Possui graduação em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1988), mestrado em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1991) e doutorado em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2000). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Psicologia, com ênfase em Construção e Validade de Testes, Escalas e Outras Medidas Psicológicas, atuando principalmente nos seguintes temas: tradução e adaptação de instrumentos de avaliação psicológica, desenho da figura humana, crianças e adolescentes, stress e avaliação de programas sociais.
Publicado
2012-12-19
Como Citar
Borsa, J. C., Segabinazi, J. D., Stenert, F., Yates, D. B., & Bandeira, D. R. (2012). Caracterização da Clientela Infanto-Juvenil de uma Clínica-Escola de Avaliação Psicológica de uma Universidade Brasileira. Psico, 44(1). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/10599
Seção
Artigos