[1]
E. Trivinho, “O mal-estar da teoria: demissão intelectual na aurora da cibercultura”, Rev. Famecos (Online), vol. 8, nº 14, p. 76-83, abr. 2008.