[1]
R. F. Freitas e D. M. N. Barcellos, “O consumo da representação da qualidade de vida”, Rev. Famecos (Online), vol. 19, nº 1, p. 168-188, maio 2012.