Perfil profissional dos correspondentes internacionais brasileiros

2016-08-22

Em seu artigo, as pesquisadoras Luciane Fassarella Agnez (IESB) e Dione Oliveira Moura (UnB) observam a atividade dos correspondentes internacionais do Brasil a partir da mitologia criada em torno do status dos mesmos, passando pelas transformações decorrentes da introdução de novas tecnologias, da política empresarial e do contexto geopolítico. Através de sua pesquisa, as autoras chegam às principais características e ao perfil profissional dos repórteres brasileiros por meio de questionários aplicados a profissionais que atuam ou atuaram como correspondentes internacionais durante a carreira.O objetivo é levantar informações sobre o perfil sociodemográfico, as trajetórias individuais e as competências que eles mais valorizam para o exercício da atividade. Acesse o link abaixo para ler o texto completo.

http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/19430/13240