A democracia está de olho: do panopticismo ao estado de segurança

2016-08-16

O ensaio do pesquisador Hélder Rocha Prior (UnB) busca compreender o retorno nos dias atuais a um sistema de vigilância, visibilidade e exposição, ao qual o utilitarista Jeremy Bentham batizou de “Panóptico” ou “lugar onde tudo é visto”.O auge da “sociedade da informação” e o cenário atual de vigilância generalizada,intensificada após o 11 de setembro, têm implicações nas práticas de controle sobre os indivíduos em uma base diária, o que Deleuze chama de “sociedade de controle”. Ao mesmo tempo, esse sistema contribui para a diluição das fronteiras entre a esfera pública e a esfera privada. Neste sentido, o autor considera importante fazer um comentário sobre "sociedades disciplinares", vigilância e o controle de "biopoder", teorizado por Michel Foucault, para entender como as novas tecnologias de vigilância aumentam exponencialmente a transparência dos sujeitos. Leia o artigo completo em inglês no link abaixo.

http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/17789/13111