Cultura de rua e políticas juvenis periféricas: aspectos históricos e um olhar ao hip-hop na África e no Brasil

2016-07-28

A cultura hip-hop se orienta em torno de estabelecer um projeto coletivo para a sociedade como um todo. O objetivo do ensaio da pesquisadora Rosana Martins (USP/ Universidade Nova de Lisboa) juntamente com Miguel de Barros (ISCTE-IUL- Portugal) e Redy Wilson Lima (Universidade Nova de Lisboa) é analisar as ações culturais do hip-hop na África e no Brasil como possíveis mediações para novas práticas de sociabilidade e formas de representação diante de diversos conflitos presentes no cotidiano. A partir de uma pesquisa bibliográfica, centrada na linha teórica dos Estudos Culturais para pensar o processo de representação social e identitário e das conversas informais com os coletivos de hip-hop, realizadas no ano de 2012, os autores evidenciam o hip-hop no papel da democratização da informação, como novo canal de informação e de inclusão de novos emissores. Acesse o texto completo no link abaixo.

http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/20134/13112