[1]
T. G. Tomazi e K. de S. Righi, “REVISITANDO REGISTROS BATISMAIS DA CAPELA DE ALEGRETE, 1821-1834: AS IDADES DOS BATIZANDOS E SUA RELAÇÃO COM AS PRÁTICAS CATÓLICAS”, Oficina do Hist., p. 1733-1746, out. 2014.