Os canos da cidade: engenharia sanitária na Rio Grande do século XX

  • Felipe Nóbrega Ferreira Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Ticiano Duarte Pedroso
Palavras-chave: sanitarismo, higienismo, Saturnino de Brito

Resumo

Uma cidade circundada de água. Península situada na parte mais meridional do Brasil, a cidade de Rio Grande inicia o século XX envolta em problemas , justamente, com a água. Assolada pelas mais diversas epidemias, ações para tornar a cidade salubre eram urgente no combate as moléstias. No presente trabalho, apresentamos o projeto de saneamento e captação de água projetado pelo engenheiro Saturnino de Brito e levado a cabo pela Intendência Municipal da cidade de Rio Grande nas duas primeiras décadas do século XX. São apresentados documentos referentes tanto ao projeto do engenheiro Brito, como documentos oficiais da intendência, o que nos ajuda a traçar um panorama mais justo dos tramites e as formas de consolidar tais obras. Assim, realizamos esse movimento de “cidade doente” para “cidade salubre” ao longo do artigo, da mesma forma que percebemos os discursos que legitimavam esses melhoramentos. Por fim, buscamos entender como Rio Grande estava articulada ao ideal higienista que fazia parte do imaginário social brasileiro. Palavras-chave: Saneamento, higienismo, Saturnino de Brito

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2011-08-02
Como Citar
Ferreira, F. N., & Pedroso, T. D. (2011). Os canos da cidade: engenharia sanitária na Rio Grande do século XX. Oficina Do Historiador, 3(2), 60-77. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/9005
Seção
Artigos