Hipólito da Costa e as independências na América Espanhola: o caso venezuelano.

  • Floriano Guwzynski Junior PUCRS
Palavras-chave: da Costa, Venezuela, Independência, Correio Braziliense

Resumo

Este artigo surgiu a partir dos estudos e pesquisas realizados nos encontros do Grupo de Pesquisa “Nações, Nacionalismos, Estados e Identidades Nacionais nas sociedades ibero-americanas”, coordenado pela Profa. Dra. Janete Abrão, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Abordar os processos de independências política e administrativa nas colônias hispânicas da América, neste caso específico, o da Venezuela, porém, sob a ótica de Hipólito da Costa em seu periódico “Correio Braziliense ou Armazém Literário” é o objetivo primordial deste trabalho. Ao longo do texto constam passagens extraídas do Correio Braziliense nas quais o periodista procurou documentar os acontecimentos em torno do movimento de independência na Venezuela, sempre trazendo a lume as visões que o mesmo apresentava a respeito dos fatos, suas críticas a respeito do sistema de governo implantado pela metrópole às colônias americanas e suas conclusões e perspectivas para tais acontecimentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2010-11-08
Como Citar
Guwzynski Junior, F. (2010). Hipólito da Costa e as independências na América Espanhola: o caso venezuelano. Oficina Do Historiador, 2(1), 78-96. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/7568
Seção
Artigos