A história do tempo presente e a Lei de Anistia: 30 anos de uma memória encoberta pelo véu do esquecimento

  • Simone Hegele Bolson PUCRS

Resumo

A Lei da Anistia insere-se na história do tempo presente, um novo movimento historiográfico, surgido na França a partir da década de 60 com a obra de René Rémond, tendo continuidade com as obras de Philippe Tétart e Jacques Lacouture. No Brasil, após trinta anos da promulgação da lei discute-se a possibilidade de sua revogação tendo, como exemplo, o que ocorreu no Chile e na Argentina. Embora a maioria da sociedade brasileira mantenha-se alheia às discussões sobre a anistia e o acesso às informações dos arquivos da ditadura, a busca pelo direito à memória e à verdade deve constituir-se em um dos objetivos do Estado Democrático de Direito que o Brasil diz ser.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Simone Hegele Bolson, PUCRS
A
Como Citar
Bolson, S. H. (2010). A história do tempo presente e a Lei de Anistia: 30 anos de uma memória encoberta pelo véu do esquecimento. Oficina Do Historiador, 1(1), 18-29. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/6986
Seção
Artigos