Cruzeiro: a renovação monetária no Brasil e o governo Vargas

  • Marina Contin Ramos
Palavras-chave: Cruzeiro. Estado. Renovação Monetária.

Resumo

O dinheiro é um dos elementos centrais da nossa sociedade atual e a moeda como objeto é parte da cultura material de um povo. A legitimação de uma identidade nacional passa pelas escolhas e pelos desenhos de uma tradição criada de modo planejado que recorre sempre a um patrimônio material, seja de edificações, seja de objetos que são vistos como símbolos culturais. Dentre esses objetos entendemos o meio circulante, ou seja, as moedas e cédulas, como um dos materiais mais indicativos de poder do Estado moderno e do seu desejo de domínio sobre a população e sobre a criação de um sentimento de nação, já que sua fabricação é monopólio do Estado. Desta forma, compreendemos a necessidade de análise e problematização do processo de construção ou de renovação do dinheiro de uma nação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDERSON, Benedict. Comunidades Imaginadas. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

BERNARDI, Mansueto. Estudos monetários. Porto Alegre: Livraria Globo, 1980.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. São Paulo: Difel, 1989.

CARLAN, Cláudio Umpierre. Moeda, Política e Propaganda: As Moedas de Constâncio II. Santos: Artefato Cultural, 2012.

CARVALHO, José Murilo de. A formação das almas: o imaginário da República no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.

CHUVA, Márcia Regina Romeiro. Os arquitetos da memória: sociogênese das práticas de preservação do patrimônio cultural no Brasil. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2009.

ELIAS, Norbert. O Processo Civilizador: Formação do Estado e Civilização. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, vol. 2, 1993.

FERNANDES, Amaury. Espetáculo de civilidade: modernidade e pós-modernidade no papel-moeda brasileiro. Arte e Ensaio: Revista do PPGAV/EBA/UFRJ. Nº23, Nov. 2011.

______. Uma etnografia do dinheiro: os projetos gráficos de papel-moeda no Brasil após 1960. 2008. Tese de doutorado. UERJ, Rio de Janeiro. 2008.

GOMES, Ângela de Castro; KORNIS, Mônica Almeida. Com a história no bolso: moeda e a República no Brasil. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL “O outro lado da moeda”. (2001: Rio de Janeiro, RJ). Livro do Seminário Internacional. Rio de Janeiro: Museu Histórico Nacional, 2002. p. 107-134.

_______. Propaganda política, construção do tempo e mito Vargas: o calendário de 1940. In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 22., 2003, João Pessoa. Anais do XXII Simpósio Nacional de História: História, acontecimento e narrativa. João Pessoa: ANPUH, 2003. CD-ROM.

_______. Ideologia e trabalho no Estado Novo. In: PANDOLFI. (org.). Repensando o Estado Novo. Rio de Janeiro: Ed. Fundação Getúlio Vargas, 1999.

GONÇALVES, Cleber Baptista. Casa da Moeda do Brasil. Rio de Janeiro: Casa da Moeda do Brasil, 1989.

JANSEN, Letacio. A reforma monetária cruzeiro. Revista de Informação Legislativa de Brasília. N.9 a.28 jan/mar. 1991

LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.

LEOPOLDI, Maria Antonieta P.. A economia política do primeiro governo Vargas (1930-1945): a política econômica em tempos de turbulência. In: FERREIRA, Jorge; DELGADO, Lucília de Almeida Neves (Org.). O Brasil Republicano: o tempo do nacional-estatismo: do início da década de 1930 ao apogeu do Estado Novo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

LISSOVSKY, Maurício; SÁ, Paulo Sérgio Moraes de. Colunas da educação: a construção do Ministério da Educação e Saúde (1935-1945). Rio de Janeiro: MINC/IPHAN: Fundação Getúlio Vargas/CPDOC, 1996.

MADEIRA, Benedito Camargo. A moeda através dos tempos. Porto Alegre: Sociedade Brasileira de Numismática, 2003.

PILAGALLO, Oscar. A aventura do dinheiro: uma crônica da história milenar da moeda, São Paulo: Pubifolha, 2000.

RAMOS, Marina Contin. Com Vargas no bolso: o meio circulante brasileiro como ideologia e propaganda do Estado Novo. Dissertação de mestrado. Rio de Janeiro, UNIRIO, 2015.

REIS, Elisa P. O Estado Nacional como Ideologia: o caso brasileiro. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, vol. I, n.2, 1988, p. 187-203.

SIMMEL, Georg. Psicologia do dinheiro e outros ensaios. Lisboa: Texto & Grafia, 2009.

STANDISH, David. The art of Money: the history and desing of paper currency from around the world. San Francisco: Chronicle books, 2000.

SCHWARCZ, Lilia Moritz. As barbas do imperador: Dom Pedro II, um monarca nos trópicos. São Paulo, Companhia das Letras, 1999.

TRIGUEIROS, Florisvaldo dos Santos. Dinheiro no Brasil. Rio de Janeiro: Léo Christiano Editorial, 1987.

VERGARA, Pedro. Mansueto Bernardi: esboço de uma grande vida. Rio de Janeiro: IBGE, 1960.

Publicado
2018-01-11
Como Citar
Ramos, M. C. (2018). Cruzeiro: a renovação monetária no Brasil e o governo Vargas. Oficina Do Historiador, 10(2), 61-76. https://doi.org/10.15448/2178-3748.2017.2.27444