A situação da mídia impressa brasileira e os impactos da era digital

  • Patrícia Trindade Trizotti Unesp/Assis
Palavras-chave: Imprensa. Era digital. Crise dos jornais.

Resumo

Sabe-se do papel fundamental que a imprensa escrita exerceu nas sociedades ao longo do tempo e como foi responsável não por apenas divulgar os fatos ocorridos, mas também por ser um agente histórico capaz de intervir nos rumos de diversas situações fossem de caráter político ou cultural. Mesmo diante do surgimento de novos meios de comunicação que diversificaram a transmissão das opiniões e da notícia como foi o caso do rádio e da televisão, os jornais e revistas continuaram a manter seu status quo. No entanto, nas últimas décadas, esses tipos de impressos estão perdendo cada vez mais espaço frente ao advento do meio digital ao qual aliado a crises econômicas, fazem a mídia impressa não ser mais alvo do interesse popular. Assim, o presente artigo tem por finalidade discutir a importância da imprensa escrita e fazer um balanço acerca dos problemas financeiros e de circulação que alguns jornais têm enfrentado não só em nível internacional, mas também levando em consideração a imprensa brasileira. Também se procurou elencar algumas tentativas por parte de periódicos em encontrar soluções para evitar o débâcle, sejam reestruturando seus perfis ou se rendendo e migrando de vez para o meio eletrônico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALCIDES, José. A Estratégia do The New York Times. In: Observatório da Imprensa, edição 855, 16 jun. 2015.

ARENDT, Hannah. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2001.

ARUGUETE, Natalia. Entrevista com Dênis de Moraes. Página/12, 24 fev. 2014. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/noticias/528682. Acesso em: 10 mai. 2016.

BURKE, Peter. Uma historia social do conhecimento: de Gutenberg a Diderot. Rio de Janeiro: Zahar, 2003.

CALDAS, Álvaro. Deu no jornal: o jornalismo impresso na era da internet. Rio de Janeiro: Ed. PUC-Rio; São Paulo: Loyola, 2002.

CARTA Capital, nº526, 17 dez. 2008a.

_____________, nº520, 05 nov. 2008b.

_____________, nº526, 17 dez. 2008c.

_____________, nº536, 11 mar. 2009a.

_____________, nº559, 19 ago. 2009b.

_____________,nº531, 04 fev. 2009c.

_____________, nº555 22 jul. 2009d.

______________,nº606, 28 jul. 2010.

CASTILHO, Carlos. Crise leva jornais a rever projeto nos EUA. In: Observatório da Imprensa, 01 out.2005.

CHARTIER, Roger. A aventura do livro: do leitor ao navegador. São Paulo: Imprensa Oficial: Ed. Unesp, 1998.

DARNTON, Robert. A questão dos livros: passado, presente e futuro. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

FOLHA de S. Paulo, 03 jul.2015. Disponível em http://www1.folha.uol.com.br/poder/2015/07/1651542-facebook-negocia-parcerias-com-jornais-brasileiros.shtml. Acesso em: 13 dez. 2015.

LÉVY, Pierre. A inteligência coletiva. São Paulo: Loyola, 2000.

LUCA, Tania Regina de. História dos, nos e por meio dos periódicos. In: PINSKY, Carla (org). Fontes históricas. 2a ed. São Paulo: Contexto, 2006.

MORAES, Dênis (org.), RAMONET, Ignacio, SERRANO, Pascual. Mídia, Poder e Contrapoder. São Paulo: Boitempo; Rio de Janeiro: FAPERJ, 2013.

NAPOLITANO, Marcos. A história depois do papel. In: PINSKY, Carla (org). _________________________. OBSERVATÓRIO da Imprensa. Jornais protestam contra ferramentas de busca. Edição 366, 01 fev. 2006.

O Estado de S. Paulo, 03 mai. 2015.

PIMENTA, Angela. Há luz no fim do túnel dos jornais impressos? In: Observatório da Imprensa. Edição 858, 09 jul. 2015.

RODA VIVA. Entrevista Robert Darnton. São Paulo, Televisão Cultura, 24 set. 2012.

SERRA, Liliana Giusti. Livro Digital e bibliotecas. Rio de Janeiro: FGV, 2014.

SILVA, Marcelo Soares da. O computador no jornalismo brasileiro. Disponível em: http://www.saladeprensa.org/art740.htm. Acesso em: 26 jul. 2010.

SUSSEKIND, Flora. Cinematógrafo de Letras: literatura, técnica e modernização no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

VIEIRA, Lívia de Souza. Parâmetros éticos para uma política de correção de erros no jornalismo online. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Jornalismo, Florianópolis, 2014.

VIRILIO, Paul. Guerra e Cinema. São Paulo: Scritta, 1984.

Publicado
2018-01-11
Como Citar
Trindade Trizotti, P. (2018). A situação da mídia impressa brasileira e os impactos da era digital. Oficina Do Historiador, 10(2), 171-186. https://doi.org/10.15448/2178-3748.2017.2.23171