Movimentos Sociais na Europa: Continuidades e Ruturas

  • Tiago Carvalho Departamento Sociologia, Universidade de Cambridge
Palavras-chave: Movimentos Sociais, Europa, Austeridade

Resumo

Nesta resenha foca-se o livro Understanding European Movements – New social movements, global justice struggles, anti-austerity protest, editado por Cristina Flesher Fominaya e Laurence Cox, procurando-se discutir os resultados dos textos aí apresentados e lançar pistas para futuras investigações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

OFFE, CLAUS. (2013). Participatory Inequality in the Austerity State: A Supply-Side Approach. IN Politics in the Age of Austerity, A. Schäfer and W. Streeck. Cambridge, Polity.

ROBERTS, Kenneth M. (2008), The Mobilization of Opposition to Economic Liberalization, Annual Review of Political Science, 11-

Publicado
2016-06-29
Como Citar
Carvalho, T. (2016). Movimentos Sociais na Europa: Continuidades e Ruturas. Oficina Do Historiador, 9(1), 237-243. https://doi.org/10.15448/2178-3748.2016.1.22810