A Missão Médica brasileira na Primeira Guerra Mundial através de relatos de seus participantes

  • Cristiano Brum PUCRS
Palavras-chave: Primeira Guerra Mundial, Missão Médica brasileira, relatos.

Resumo

Em 1918, durante a Primeira Guerra Mundial, o governo brasileiro organizou e enviou uma Missão Médico-Militar para a França, a fim de fundar um hospital em Paris, colaborando assim com a causa brasileira na Guerra, por meio da medicina. Os médicos participantes desta empreitada deixaram, em momentos diversos, escritos que relatam suas ações na Europa em guerra. Acessar estes documentos permite verificar conflitos internos à Missão Médica, visões pessoais sobre a inserção brasileira na Guerra e, acima de tudo, mostram uma ótica além da oficial apresentada pelos relatórios da Missão. Apresentaremos, nesta perspectiva, detalhes sobre a composição da Missão Médica brasileira, sobre a viagem até a Europa, sobre o combate à Gripe Hespanhola e a atuação daqueles médicos em diversas partes da França.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

A MISSÃO medica que o Brasil enviou à Europa. O que nos diz um dos seus membros, em cartas que de Paris nos remetteu. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 18 abr. 1919a. p. 3.

A MISSÃO medica que o Brasil enviou à Europa. O que nos diz um dos seus membros, em cartas que de Paris nos remetteu. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 19 abr. 1919b. p. 3-4.

A MISSÃO medica que o Brasil enviou à Europa. O que nos diz um dos seus membros, em cartas que de Paris nos remetteu. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 25 abr. 1919c. p. 3.

A MISSÃO medica em França. A União, Rio de Janeiro. 20 jun. 1919d. p. 2.

BONOW, Stefan Chamorro. A desconfiança sobre os indivíduos de origem germânica em Porto Alegre durante a Primeira Guerra Mundial: cidadãos leais ou retovados? Porto Alegre, Tese (Doutorado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2011.

BRASIL. Ministério da Guerra. Missão medica especial enviada á França em caracter militar – Relatório enviado ao Exmo. Sr. Ministro da Guerra pelo Dr. José Thomaz Nabuco de Gouvêa, chefe da missão em 18 de janeiro de 1919. Diário Official dos Estados Unidos do Brasil. Poder Executivo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, 14 mar. 1919. Seção 1. p. 8-16.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Lisboa: Difel, 1989.

CARDOSO, Rachel Motta. O Serviço de Saúde do Exército no período entreguerras. In: Encontro Regional de História da Anpuh-Rio, XIV, 2010, Rio de Janeiro. Anais ..., 2010. p. 1-16.

CARDOSO, Rachel Motta. Missões militares, política externa e relações diplomáticas: o Cone Sul e a busca pela modernização de seus exércitos. In: Jornada de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde, 1ª, 2011, Rio de Janeiro. Anais eletrônicos..., 2011. p. 1-10. Disponível em:

COMPAGNON, Olivier. Entrer en Guerre? Neutralité et engagement de l'Amerique latine entre 1914 et 1918. Relations internationales, Paris, v.1 n. 137, p. 31-43, jan. 2009.

COMPAGNON, Olivier. O adeus a Europa: a América Latina e a Grande Guerra. Rio de Janeiro: Rocco, 2014.

CONSTANTINO, Núncia Santoro. Apresentação. In: CONSTANTINO, Núncia Santoro. (org.) Relatos de viagem como fontes à história. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2012.

HOCHMAN, Gilberto. A era do saneamento. São Paulo: Hucitec, 2006.

KALEIDOSCOPIO. "O Malho" na Guerra. O Malho, Rio de Janeiro, n. 832, 24 ago 1918. p. 20.

KROEFF, Mário. Ensarilhando as Armas. Rio de Janeiro: [s.n.], 1973.

KROEFF, Mário. Imagens do meu Rio Grande. Rio de Janeiro: [s.n.], 1971.

KROEFF, Mário. Missão Médica Militar em França na Guerra de 1918. O Hospital, Rio de Janeiro, v. 75, n. 2, p. 405-423, fev. 1969.

MARÇAL, Victor. Opiniões e ideias de Optimus Veinard (Sargeant de ville do 10me arrondissement). O Malho, Rio de Janeiro, n. 852, 11 jan 1919. p. 23-24.

OLIVEIRA, L. L. A Questão Nacional na Primeira República. São Paulo: Brasiliense/CNPq, 1990.

OLIVEIRA, Márcio de. A cidade de Curitiba e os imigrantes alemães durante a Primeira Guerra Mundial, uma análise da imprensa local. Cadernos CERU, série 2, v. 23, n. 2, p. 175-202, dez. 2012,

O MINISTRO da Saúde. Revista da Semana, Rio de Janeiro, Ano 57, nº 43, 26 out. 1957. p. 11.

PIRES, Livia Claro. A Liga Brasileira pelos Aliados e o Brasil na Primeira Guerra Mundial. In: Simpósio Nacional de História – ANPUH, XXVI, 2011, São Paulo. Anais do... São Paulo, julho 2011. p. 1-15.

PIRES, Livia Claro. Intelectuais nas trincheiras: a Liga Brasileira pelos Aliados e o debate sobre a Primeira Guerra Mundial (1914-1919). Rio de Janeiro, Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Estadual do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

REICHEL, Heloisa Jochims. O relato dos viajantes como fonte de estudo para a história. In: SANTOS, Pedro Brum; VÉSCIO, Luís Eugênio (Orgs). Literatura e História: Perspectivas e convergências. Bauru: EDUSC, 1999.

SANT'ANNA, Àlvaro Cumplido de. Do diário de um jovem médico da Missão do Brasil à França na I Grande Guerra. O Hospital, Rio de Janeiro, v. 75, n. 2, fev. 1969. p. 732-754.

VISÕES DA GUERRA. O coronel medico. Dr. Mauricio Godin descreve-nos um combate em França. A Rua, Rio de Janeiro, 3 out. 1919. p. 2.

Publicado
2015-07-03
Como Citar
Brum, C. (2015). A Missão Médica brasileira na Primeira Guerra Mundial através de relatos de seus participantes. Oficina Do Historiador, 8(1), 43-61. https://doi.org/10.15448/2178-3748.2015.1.19876