A HISTORIOGRAFIA RECENTE SOBRE CASCAVEL/PR: IDENTIDADES E A AÇÃO DAS MADEIREIRAS

  • Daniele Brocardo
Palavras-chave: Historiografia. Identidade. Oeste do Paraná.

Resumo

A presente comunicação se constitui como parte do primeiro capítulo de minha dissertação de mestrado, que tem como tema geral de pesquisa, refletir sobre as memórias a respeito da ação das indústrias madeireiras, entre as décadas de 1950 a 1970 (período de maior atividade das madeireiras), no município de Cascavel, localizado no oeste do Estado do Paraná. Para tanto, se faz necessário como ponto de partida para entendimento da ação das madeireiras no referido município, saber como a história deste, vem sendo contada, em um período em que as discussões ambientais já se encontram amadurecidas. Será que a historiografia sobre o município leva em conta estas novas discussões ao escrever sobre este período? Quais elementos estão sendo afirmados na construção desta história e que identidades são elaboradas? Com tal intuito de problematizar estas questões, selecionei para análise a obra mais recente da historiografia que trata sobre a história do município, Terra, sangue e ambição de Vander Piaia, 2013. O autor propõe ao elaborar a obra se diferenciar dos outros trabalhos existente até então, já que atribui a estes a falta de “objetividade e rigor científico”. Assim, ao analisar tal obra, posso ir além, da percepção sobre ação das madeireiras, posso perceber quais identidades sobre o município estão sendo elaboradas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2014-10-19
Como Citar
Brocardo, D. (2014). A HISTORIOGRAFIA RECENTE SOBRE CASCAVEL/PR: IDENTIDADES E A AÇÃO DAS MADEIREIRAS. Oficina Do Historiador, 984-1004. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/oficinadohistoriador/article/view/19083